Moro nega ocultação de nomes de políticos

Juiz responsável pelas investigações da Operação Lava Jato diz ser "fantasiosa" a tese do advogado que defende o vice-presidente da Engevix, de que o magistrado estaria ocultando o suposto envolvimento de políticos no esquema de corrupção; ministro Teori Zavascki encaminhou à Justiça Federal do Paraná o questionamento do advogado

Juiz responsável pelas investigações da Operação Lava Jato diz ser "fantasiosa" a tese do advogado que defende o vice-presidente da Engevix, de que o magistrado estaria ocultando o suposto envolvimento de políticos no esquema de corrupção; ministro Teori Zavascki encaminhou à Justiça Federal do Paraná o questionamento do advogado
Juiz responsável pelas investigações da Operação Lava Jato diz ser "fantasiosa" a tese do advogado que defende o vice-presidente da Engevix, de que o magistrado estaria ocultando o suposto envolvimento de políticos no esquema de corrupção; ministro Teori Zavascki encaminhou à Justiça Federal do Paraná o questionamento do advogado (Foto: Gisele Federicce)

Paraná 247 – O juiz Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, chamou de "fantasiosa" a tese da defesa do executivo da Engevix, Gerson de Mello Almada, de que ele estaria ocultando o suposto envolvimento de políticos no esquema de corrupção em contratos da Petrobras.

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou o questionamento do advogado à Justiça Federal do Paraná na última sexta-feira. Moro fez a negação nesta terça-feira 25, por meio de um despacho. O objetivo para a ocultação dos nomes dos políticos seria manter a investigação em primeira instância, sob seu comando (leia mais).

"Esclareço ser fantasiosa a argumentação de que este Juízo estaria ocultando o nome de agentes políticos envolvidos nos crimes para preservar a competência em primeiro grau de jurisdição, se é isso que se pretende com o acesso a esses depoimentos. [...] Não há agentes políticos aqui investigados, nem haverá, perante este Juízo, ação penal tendo no pólo passivo agentes políticos ou por objeto crimes de corrupção de agentes políticos", diz trecho do documento de Sérgio Moro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247