Moro sobre Lava Jato: “não acerto todas”

Sem especificar os erros cometidos, o juiz Sérgio Moro, que decide os processos da Operação Lava Jato em primeira instância, admitiu que "não acerta todas" durante uma palestra realizada na Universidade de Chicago, nos EUA; "Eventuais decisões minhas ou de qualquer outro juiz podem ser revisadas se equivocadas", afirmou; segundo ele, a investigação provoca "inegavelmente instabilidade política", mas a corrupção sistêmica no Brasil deve ser enfrentada e não escondida debaixo do tapete

Brasília- DF 09-09-2015 Foto Lula Marques/Agência PT Juiz, Sergio Moro na ccj do senado.
Brasília- DF 09-09-2015 Foto Lula Marques/Agência PT Juiz, Sergio Moro na ccj do senado. (Foto: Gisele Federicce)

247 - O juiz Sérgio Moro, que decide os processos da Operação Lava Jato em primeira instância, reconheceu, durante uma palestra a estudantes brasileiros na Universidade de Chicago, nos EUA, que nem todas as suas decisões são acertadas ao longo da investigação.

"Eventuais decisões minhas ou de qualquer outro juiz podem ser revisadas se equivocadas", afirmou o magistrado na noite desta sexta-feira 8, sem especificar os erros cometidos. As declarações foram relatadas pelo Marcelo Ninio, da Folha de S. Paulo.

Moro disse que a investigação provoca "inegavelmente instabilidade política", mas defendeu que a corrupção sistêmica no Brasil deve ser enfrentada e não escondida debaixo do tapete.

"Não podemos varrer para debaixo do tapete. Se não o enfrentarmos agora, encontraremos o problema no futuro, provavelmente em escala muito maior", disse o juiz, que também se defendeu do que chamou de "ataques" contra a operação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247