Moro suspende ação contra Odebrecht

O juiz Sergio Moro, que conduz a Operação Lava Jato, acaba de suspender os prazos da ação contra a Odebrecht, depois que a Justiça da Suíça considerou ilegal o envio de provas ao Brasil; agora, a grande questão é: o que acontece com Marcelo Odebrecht e seus diretores presos preventivamente há quase sete meses?

www.brasil247.com - O juiz Sergio Moro, que conduz a Operação Lava Jato, acaba de suspender os prazos da ação contra a Odebrecht, depois que a Justiça da Suíça considerou ilegal o envio de provas ao Brasil; agora, a grande questão é: o que acontece com Marcelo Odebrecht e seus diretores presos preventivamente há quase sete meses?
O juiz Sergio Moro, que conduz a Operação Lava Jato, acaba de suspender os prazos da ação contra a Odebrecht, depois que a Justiça da Suíça considerou ilegal o envio de provas ao Brasil; agora, a grande questão é: o que acontece com Marcelo Odebrecht e seus diretores presos preventivamente há quase sete meses? (Foto: Gisele Federicce)


247 – O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato, determinou nesta terça-feira 2 a suspensão dos prazos para a apresentação das alegações finais na ação contra a Odebrecht.

A decisão acontece logo após a Justiça da Suíça ter considerado irregular o envio de provas contra a empreiteira pelo Ministério Público daquele país ao Brasil.

Moro decidiu pela suspensão dos prazos até que ele tenha acesso à decisão da Justiça suíça. Para a advogada Dora Cavalcanti, que representa um dos ex-executivos da Odebrecht, a decisão suíça deve mudar os rumos do processo contra seu cliente e os outros executivos presos.

Apesar de os juízes suíços não terem determinado a devolução das provas pelo Brasil, o que inviabilizaria o uso dos documentos na Operação Lava Jato, a Odebrecht vê a decisão como uma vitória, uma vez que tenta anular as provas obtidas pela investigação no exterior.

A pergunta agora é: o que acontece com Marcelo Odebrecht e outros dois executivos ligados à empresa, presos preventivamente em junho de 2015?

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247