Não compactuo com o nazismo, diz governadora de SC sobre posicionamentos do pai, que negava o holocausto

"Não concordo com seu posicionamento em relação ao nazismo e à relativização do processo histórico. Mas o amo como filha", afirmou a governadora interina de Santa Catarina, Daniela Reinehr, após repercussão sobre o pai dela, Altair Reinehr, que negava o holocausto

Daniela Reinehr, governadora interina de Santa Catarina
Daniela Reinehr, governadora interina de Santa Catarina (Foto: Mauricio Vieira / Secom)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A governadora interina de Santa Catarina, Daniela Reinehr (sem partido), afirmou não compactuar com o nazismo, mas respeita quem defende as ideias do antigo regime. O posicionamento foi publicado em artigo no jornal Folha de S.Paulo, após repercussão na imprensa sobre o pai dela, Altair Reinehr, professor aposentado e ex-colaborador de uma editora especializada em livros de teor antissemita que negavam o holocausto.

"Não compactuo com o nazismo, assim como rechaço qualquer regime, movimento ou ideologia totalitária que atente contra as instituições democráticas", afirmou Daniela. 

"Respeito meu pai. Não concordo com seu posicionamento em relação ao nazismo e à relativização do processo histórico. Mas o amo como filha. E todos nós, em nossa intimidade, quando estamos sozinhos, sabemos o que é não concordar com a outra geração - e que é preferível não tocar em determinados assuntos a escolher o caminho do embate, que, certamente, em todos os casos, já foi percorrido", acrescentou.

A governador afirmou que, pela segunda vez, ela se sentiu "sendo julgada pelas atitudes dos outros". "A diferença, aqui, é que não há o devido processo legal, a possibilidade de defesa e, principalmente, o interesse em ouvir a outra parte - os assassinos de reputação miraram suas canetas para a minha família, não apenas para mim".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247