'Nunca vi Richa buscar recursos em Brasília'

A candidata ao governo estadual Gleisi Hoffmann (PT) criticou o governador Beto Richa (PSDB) ao dizer que o tucano não tem capacidade para apresentar projetos e atrair investimentos para o Paraná; “Eu nunca vi esse governador em Brasília, nunca sentou com uma mesa para discutir as prioridades”, disse a ex-ministra-chefe da Casa Civil; sobre a polêmica questão da liberação do empréstimo de R$ 817 milhões do Proinveste, a petista reafirmou que o gestor não cumpriu a Lei de Responsabilidade Fiscal, não investindo o mínimo necessário em Saúde para que o valor fosse liberado

A candidata ao governo estadual Gleisi Hoffmann (PT) criticou o governador Beto Richa (PSDB) ao dizer que o tucano não tem capacidade para apresentar projetos e atrair investimentos para o Paraná; “Eu nunca vi esse governador em Brasília, nunca sentou com uma mesa para discutir as prioridades”, disse a ex-ministra-chefe da Casa Civil; sobre a polêmica questão da liberação do empréstimo de R$ 817 milhões do Proinveste, a petista reafirmou que o gestor não cumpriu a Lei de Responsabilidade Fiscal, não investindo o mínimo necessário em Saúde para que o valor fosse liberado
A candidata ao governo estadual Gleisi Hoffmann (PT) criticou o governador Beto Richa (PSDB) ao dizer que o tucano não tem capacidade para apresentar projetos e atrair investimentos para o Paraná; “Eu nunca vi esse governador em Brasília, nunca sentou com uma mesa para discutir as prioridades”, disse a ex-ministra-chefe da Casa Civil; sobre a polêmica questão da liberação do empréstimo de R$ 817 milhões do Proinveste, a petista reafirmou que o gestor não cumpriu a Lei de Responsabilidade Fiscal, não investindo o mínimo necessário em Saúde para que o valor fosse liberado (Foto: Leonardo Lucena)

Notícias Paraná - A candidata ao governo estadual pela coligação Paraná Olhando Pra Frente, Gleisi Hoffmann, participou na manhã desta terça-feira, (9), de uma sabatina no jornal Gazeta do Povo, em Curitiba.

Na conversa com os jornalistas, Gleisi disse que o Paraná tem um governo sem rumo e que a hipótese de que houve boicote do governo federal ao estado é mentirosa e absurda. "Na Casa Civil fiz tudo o que estava ao meu alcance para ajudar o Paraná", explicou. Sobre a polêmica questão da liberação do empréstimo de R$ 817 milhões do Proinveste, Gleisi reafirmou que o governador não cumpriu a Lei de Responsabilidade Fiscal, não investindo o mínimo necessário em Saúde para que o valor fosse liberado. "Isso mostra a desorganização do estado", ponderou.

A candidata falou sobre a crise administrativa e financeira do estado e apresentou as propostas para segurança, saúde, educação e gestão pública. Ela reiterou que não há boicote político a União contra o estado; para Gleisi há uma dificuldade histórica do Paraná em receber mais recursos – recorrentemente, o estado recebe da União menos do que estados como Santa Catarina e Rio Grande do Sul. “O Requião, por exemplo, nunca quis investimentos do Paraná, dizia que era autossuficiente”, disse, apontando uma suposta falta de protagonismo político tanto do atual governador quanto dos governadores anteriores.

A senadora afirmou ainda,que Richa não tem capacidade para apresentar projetos e atrair investimentos para o Paraná. “Eu nunca vi esse governador em Brasília, nunca sentou com uma mesa para discutir as prioridades”, concluiu. O conteúdo da sabatina será publicado na edição de amanhã da Gazeta do Povo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247