CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Sul

Ônibus rodam sem cobradores no Paraná

Diferentemente de outras paralisações que houveram no sistema de transporte coletivo em Curitiba, os ônibus estão circulando.; a novidade é que os passageiros não precisam pagar a passagem, já que o movimento se restringe aos cobradores - mesmo assim, a paralisação acabou atrapalhando o horário dos ônibus, já que algumas empresas tentarem impedir saída dos veículos

Diferentemente de outras paralisações que houveram no sistema de transporte coletivo em Curitiba, os ônibus estão circulando.; a novidade é que os passageiros não precisam pagar a passagem, já que o movimento se restringe aos cobradores - mesmo assim, a paralisação acabou atrapalhando o horário dos ônibus, já que algumas empresas tentarem impedir saída dos veículos (Foto: Leonardo Lucena)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Notícias Paraná - Diferentemente de outras paralisações que houveram no sistema de transporte coletivo em Curitiba, os ônibus estão circulando. A novidade é que os passageiros não precisam pagar a passagem, já que o movimento se restringe aos cobradores - mesmo assim, a paralisação acabou atrapalhando o horário dos ônibus, já que algumas empresas tentarem impedir saída dos veículos.

De acordo com as informações da Urbs, todos os ônibus devem circular nesta quinta-feira (26). Além da paralisação dos cobradores, alguns motoristas também aderiram à greve. Apesar do sindicato informar que a adesão é total, alguns cobradores estão trabalhando normalmente - usuários afirmam que algumas linhas estão cobrando passagem.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) garantiu que a greve dos cobradores seria mantida. Ela teria início a partir das 4 horas da madrugada. "Os ônibus rodam 100%, a greve é dos cobradores", afirmou Anderson Teixeira, presidente do sindicato, em entrevista à OTV.

Segundo a lei municipal 12.597/2008, as empresas podem impedir que a frota saia das garagens sem todos os profissionais a bordo. "A frota vai sair do jeito que tem que sair: com motorista e cobrador", disse Maurício Gulin, presidente da Sindicato das Empresas de Transporte Urbano e Metropolitano de Passageiros de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp)

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em audiência no Tribunal Regional do Trabalho, na última quarta-feira (25), a desembargadora Ana Carolina Zaina, pediu para que os trabalhadores não entrem é greve. Porém, ela reiterou que não pode impedir que exerçam seu direito, já que as empresas de ônibus não apresentaram proposta concreta às reivindicações da categoria. "Não me sinto legitimada a pedir que não entrem em greve sem nada para oferecer aos servidores", afirmou a desembargadora.

Já URBS autorizou a circulação dos veículos sem cobradores. "Diante da eventualidade de uma greve de cobradores nesta quinta-feira (26), a Urbs autorizou a circulação dos ônibus sem os cobradores, se necessário. Os ônibus, portanto, devem circular", afirmou o órgão em nota. Por outro lado, o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano e Metropolitano de Passageiros de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp), classificou a decisão do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e região metropolitana como irresponsável e disse que neste momento se coloca ao lado da população como refém do que chamou de "radicalismo do Sindimoc".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO