Palocci deu 'sinais evidentes' de que quer agradar MPF

O ex-ministro Antônio Palocci deu sinais claros de que seguirá o script desejado pelo Ministério Público Federal para incriminar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; "Na leitura de criminalistas habituados à sistemática da Operação Lava Jato, o disparo é um sinal evidente de que ele quis agradar ao Ministério Público Federal acreditando que tem boa chance de fechar acordo de delação premiada", disse a colunista Monica Bergamo nesta sexta-feira, 8; em depoimento ao juiz Sérgio Moro, Palocci disse que Lula recebeu propina da Odebrecht e que teria um "pacto de sangue" com a construtora

O ex-ministro Antônio Palocci deu sinais claros de que seguirá o script desejado pelo Ministério Público Federal para incriminar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; "Na leitura de criminalistas habituados à sistemática da Operação Lava Jato, o disparo é um sinal evidente de que ele quis agradar ao Ministério Público Federal acreditando que tem boa chance de fechar acordo de delação premiada", disse a colunista Monica Bergamo nesta sexta-feira, 8; em depoimento ao juiz Sérgio Moro, Palocci disse que Lula recebeu propina da Odebrecht e que teria um "pacto de sangue" com a construtora
O ex-ministro Antônio Palocci deu sinais claros de que seguirá o script desejado pelo Ministério Público Federal para incriminar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; "Na leitura de criminalistas habituados à sistemática da Operação Lava Jato, o disparo é um sinal evidente de que ele quis agradar ao Ministério Público Federal acreditando que tem boa chance de fechar acordo de delação premiada", disse a colunista Monica Bergamo nesta sexta-feira, 8; em depoimento ao juiz Sérgio Moro, Palocci disse que Lula recebeu propina da Odebrecht e que teria um "pacto de sangue" com a construtora (Foto: Aquiles Lins)

Paraná 247 - O ex-ministro Antônio Palocci deu sinais claros de que seguirá o script desejado pelo Ministério Público Federal para incriminar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, Palocci disse que Lula recebeu propina da Odebrecht e que teria um "pacto de sangue" com a construtora.

Leia a informação da colunista Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo, sobre o assunto:

"Antonio Palocci tem se mostrado de ótimo humor na carceragem da PF. Entre seus vizinhos de cela estão Aldemir Bendine, ex-presidente do Banco do Brasil, e Léo Pinheiro, ex-presidente da empreiteira OAS.

MUY AMIGO
Na quarta (6), o ex-ministro bombardeou Lula em depoimento que prestou ao juiz Sergio Moro. Na leitura de criminalistas habituados à sistemática da Operação Lava Jato, o disparo é um sinal evidente de que ele quis agradar ao Ministério Público Federal acreditando que tem boa chance de fechar acordo de delação premiada.

RUMO
Os próprios advogados de Palocci disseram que as negociações com o MPF caminham muito bem.

EXEMPLO
Há alguns meses, Léo Pinheiro adotou postura semelhante à de Palocci diante de Moro, colocando o mesmo Lula no centro de seu depoimento. Ele está na fila da delação premiada."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247