Paraná reavalia flexibilização e estuda lockdown

No Paraná, o número de confirmações da Covid-19 passarem de 2.139, em 15 de março, para 9.716 casos até esta segunda-feira (15) no estado, um aumento de 354%

(Foto: Agência de Notícias do Paraná)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Três semanas após flexibilizar medidas de restrição contra o coronavírus, o governo do Paraná, comandado por Ratinho Junior (PSD), estuda endurecer as regras novamente. 

O número de confirmações da Covid-19 passaram de 2.139, em 15 de março, para 9.716 casos até esta segunda-feira (15) no estado, um aumento de 354%. No mesmo período, a quantidade de mortos pela doença aumentou 176%, ao passar de 121 para 334.

"O número crescente dos casos de covid-19 indica a necessidade de revisão", afirmou o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, ao jornal O Estado de S.Paulo.

De acordo com o titular da pasta, os técnicos estudam a possibilidade de restrição total dos serviços não essenciais, o chamado lockdown. "Se nós pudermos avançar sem (o lockdown), será melhor, mas a possibilidade não pode ser descartada", disse.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247