Paranaguá ganha sistema eletrônico de pesagem

Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) implanta sistema de monitoramento de cargas pela internet; com ele, será possível acompanhar em tempo real a medição dos produtos que estão sendo embarcados nos navios e a recepção de carga nos portos, além de ver o estoque real de cada terminal

Agência de Notícias do Paraná - A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) acaba de implantar sistema de monitoramento, pela internet, dos totais embarcados nas balanças de fluxo dos terminais interligados ao Complexo Corredor de Exportação. É possível acompanhar em tempo real a medição dos produtos que estão sendo embarcados nos navios e a recepção de carga (descarga de caminhões ou vagões) nos terminais.

O sistema permite ver o estoque real de cada terminal e entrada e saída de carga. A integração atende a determinação da Receita Federal e dá mais transparência ao sistema de embarques, garantindo a exatidão dos números informados, além de ser capaz de avisar, em tempo real, possíveis falhas ou panes no sistema de embarque. O portal na internet foi totalmente desenvolvido por técnicos da Appa e da Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar).

"Fomos além do exigido pela Receita. O sistema nos permite saber quem está carregando, quanto está embarcando. Integramos também as balanças rodoviárias e agora temos a visão do estoque real de cada terminal. Isso nos permite fazer uma logística mais precisa, para poder adequar o recebimento da carga com a velocidade de embarques", explica o superintendente Luiz Henrique Dividino.

MODERNIDADE – Antes desta ferramenta, os estoques de cada terminal eram informados durante as reuniões de atracação, realizadas diariamente em Paranaguá. Com base nestes dados eram estabelecidas as quotas diárias de caminhões liberados para descarregar no porto, com como a programação dos navios.

"Agora, a informação que temos dos estoques passa a ser oficial e nos dará maior segurança na definição da logística de embarques e desembarques, garantindo giro maior de navios no Corredor de Exportação. Esta é mais uma importante etapa no processo de recuperação da credibilidade e imagem dos Portos do Paraná perante o mercado internacional", afirma o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

Sete terminais privados e dois públicos estão interligados ao Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá. O complexo soma 32 quilômetros de esteiras rolantes e interliga os terminais aos shiploaders, que abastecem os navios. Na saída de cada um dos terminais, existem balanças instaladas nas esteiras, que fazem a aferição da carga que está sendo embarcada. Três dos sete terminais já estão totalmente integrados ao sistema. Até o fim agosto, todos estarão atendendo à nova demanda.

FACILIDADES – O sistema de monitoramento vai facilitar a programação de navios uma vez que a visão dos estoques de cada terminal estará mais clara. Além disso, a produtividade de cada terminal poderá ser medida, possibilitando correções do fluxo de embarque quando estiver fora dos padrões estabelecidos. Os terminais integrados ao corredor terão acesso ao portal Infoger pela de senha registrada pelo CNPJ.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247