"Parece que a Justiça não existe", reclama Moro sobre a liberdade de Lula

Após 580 dias de prisão política, o ex-presidente Lula foi solto por uma decisão do STF que o beneficou. O ministro da Justiça, Sérgio Moro, parece ainda não ter se conformado com o fato

Sérgio Moro
Sérgio Moro (Foto: Lula Marques/AGPT)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A liberdade do ex-presidente Lula ainda incomoda o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que continua a reclamar do fim ,imposto por decisão do STF, da prisão política de 580 dias de Lula.

Durante celebração do Dia Nacional da Justiça e Família em Curitiba, Moro disse ao lado do vice-presidente, general Hamilton Mourão, que a soltura de Lula causou uma sensação de abadono da Justiça. 

“Tem dias que parece que a Justiça não existe. Nós vemos criminosos sendo soltos, fazendo pouco da Justiça”, disse Moro. “Nós respeitamos o STF, sabemos que é uma instituição importante para a democracia, mas divergimos respeitosamente”, complementou Moro.

O também ex-juiz foi o responsável pelo julgamento dos processos de Lula na Lava Jato e, após condenar o ex-presidente, garantiu vaga no ministério da Justiça do governo Bolsonaro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email