Pastor da Assembleia de Deus é acusado de fraudes em SC

Fiéis acusam o pastor Antonio Nemer Bordin, presidente da Assembleia de Deus no município de Itajaí (SC), de ter envolvimento, por exemplo, esquemas de pirâmide e falta de prestação de contas

pastor Antonio Nemer Bordin
pastor Antonio Nemer Bordin (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um grupo de fiéis acusa o pastor Antonio Nemer Bordin, presidente da Assembleia de Deus no município de Itajaí, em Santa Catarina, de ter cometido várias irregularidades em sua gestão na Igreja. As supostas denúncias vão desde envolvimento com esquemas de pirâmide, apropriação indébita e falta de prestação de contas.

O religioso não transferiu imóveis avaliados em R$ 2 milhões para o nome da instituição, não pagou impostos nem fez manutenção no prédio, de acordo com informações publicadas pelo portal Uol

Só com a prefeitura de Itajaí, o pastor fez uma dívida de cerca de R$ 400 mil, o que resultou em penhora de bens e em restrições na Receita Federal.

Fiéis também informaram que ele teria feito negociações financeiras sem aval dos membros da comunidade.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247