CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Sul

PF indicia Paulo Roberto Costa e outros 45

Ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa é suspeito de exercer tráfico de influência para garantir contratos milionários de consultoria dentro da estatal; ao lado do doleiro Alberto Youssef, ambos presos em Curitiba, são acusados de formar quadrilha e lavar dinheiro; esquema que resultou na Operação Lava Jato movimentou cerca de R$ 10 bilhões entre 2009 e 2013

Imagem Thumbnail
Ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa é suspeito de exercer tráfico de influência para garantir contratos milionários de consultoria dentro da estatal; ao lado do doleiro Alberto Youssef, ambos presos em Curitiba, são acusados de formar quadrilha e lavar dinheiro; esquema que resultou na Operação Lava Jato movimentou cerca de R$ 10 bilhões entre 2009 e 2013 (Foto: Roberta Namour)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A Polícia Federal indiciou ontem o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef pelos crimes de formação de quadrilha, crimes contra o sistema financeiro, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

A suspeita é que Costa exerceu tráfico de influência para garantir contratos milionários de consultoria dentro da estatal. Parte do dinheiro levantado teria sido destinada para custear campanhas políticas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Além deles, os inquéritos da Operação Lava Jato incluem mais 44 nomes. Esquema movimentou cerca de R$ 10 bilhões entre 2009 e 2013.

Outro doleiro, Carlos Habid Chater, também foi indiciado por financiamento ao tráfico de drogas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Dos 19 presos preventivamente, 15 continuam na prisão - 14 em Curitiba e um em São Paulo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO