Picaretagem: Deltan falou em instituto sem fins lucrativos, que pagaria valor alto aos palestrantes

Uma das hipóteses cogitada por Deltan Dallagnol, para não pagar Imposto de Renda, foi criar uma empresa sem fins lucrativas, que pagaria valores altos aos procuradores. "Escaparíamos das críticas, mas teria que ver o quanto perderíamos em termos monetários”, disse

(Foto: Ricardo Stuckert | ALESP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O procurador Deltan Dallagnol, discutiu em 3 de março deste ano com colegas da Lava Jato, a criação de um instituto sem fins lucrativos, que evitaria a exposição dos donos e também pagaria menos Imposto de Renda. É o que aponta um trecho da reportagem do Intercept. Confira:

No último dia 3 de março, Dallagnol postou no chat detalhes sobre um evento organizado por uma entidade que se apresentava como um instituto. Ele comentou que esse formato jurídico também poderia servir para evitar questionamentos jurídicos e a repercussão negativa quanto à atividade deles.

“Deu o nome de instituto, que dá uma ideia de conhecimento… não me surpreenderia se não tiver fins lucrativos e pagar seu administrador via valor da palestra. Se fizéssemos algo sem fins lucrativos e pagássemos valores altos de palestras pra nós, escaparíamos das críticas, mas teria que ver o quanto perderíamos em termos monetários”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247