PM quer expulsar policial da corporação no Paraná por criticar atuação da tropa

Martel Alexandre del Colle está sendo perseguido por textos publicados em que critica ações ilegais da polícia e defende o respeito à Constituição e a democracia

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Criticar o modo de atuação da Polícia Militar virou motivo para a corporação tentar expulsar policial militar aposentado do Paraná Martel Alexandre del Colle.

Martel integra o quadro da reserva, quando os PMs são aposentados, desde quando foi diagnosticado com um quadro de depressão, em outubro do ano passado. Desde então, ele passou a escrever artigos em que faz uma análise crítica sobre a atuação da polícia, a relação que a corporação estabelece com a sociedadee o respeito à Constituição.

No entanto, para a Polícia Militar do Paraná, a liberdade de expressão não existe para os seus agentes. Nesta semana, o policial foi intimado para uma audiência do Conselho de Disciplina da Polícia Militar, na qual responde como acusado por “ter produzido diversos textos (…) além de um vídeo (…) trazendo a conhecimento público imputações graves contra a instituição Polícia Militar do Paraná” que, segundo a tese de acusação, os artigos feitos por ele mancharam a imagem da corporação. É o que defende o coronel Eudes Camilo da Cruz, diretor de Pessoal da PM-PR.

Em entrevista à Ponte, Martel afirma que suas publicações tiveram a intenção de questionar o que é feito pela tropa com objetivo de aprimorar os protocolos. “A nosso ver, parece tentativa de censura, de me reprimir por ter opinião diferente da que eles querem passar”, sustenta Martel.

Ele enfatizou ainda que “vários PMs se posicionam nas redes sociais sobre todos os políticos." "Minha punição vem por ser um posicionamento contra a autoridade que a PM não aceita que se critique”, denuncia ele, se referindo a críticas que fez contra o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o deputado federal por São Paulo, Eduardo Bolsonaro, sobre as falas que pediam a reedição do AI-5 (Ato Institucional).

A audiência está marcada para esta sexta-feira (24).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247