Polícia procura dono de 91 kg de cocaína encontrados em avião

Aeronave fez um pouso forçado no antigo aeroporto de Piraí e o piloto fugiu, abandonado a droga – avaliada em R$ 13,5 milhões; segundo o delegado Jairo Duarte de Camargo, o monomotor prefixo PT-CKB modelo 36 S/NE-179 está registrado na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) no nome de uma empresa com sede em Toledo, Oeste do Paraná, e está com o certificado de aeronavegabilidade suspenso por conta do vencimento da inspeção anual de manutenção

Aeronave fez um pouso forçado no antigo aeroporto de Piraí e o piloto fugiu, abandonado a droga – avaliada em R$ 13,5 milhões; segundo o delegado Jairo Duarte de Camargo, o monomotor prefixo PT-CKB modelo 36 S/NE-179 está registrado na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) no nome de uma empresa com sede em Toledo, Oeste do Paraná, e está com o certificado de aeronavegabilidade suspenso por conta do vencimento da inspeção anual de manutenção
Aeronave fez um pouso forçado no antigo aeroporto de Piraí e o piloto fugiu, abandonado a droga – avaliada em R$ 13,5 milhões; segundo o delegado Jairo Duarte de Camargo, o monomotor prefixo PT-CKB modelo 36 S/NE-179 está registrado na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) no nome de uma empresa com sede em Toledo, Oeste do Paraná, e está com o certificado de aeronavegabilidade suspenso por conta do vencimento da inspeção anual de manutenção (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Diário dos Campos – A Polícia Civil de Piraí do Sul investiga a origem e o destino dos 91,7 quilos de pasta base de cocaína apreendidos no domingo de Páscoa, dentro de uma aeronave. O avião fez um pouso forçado no antigo aeroporto de Piraí e o piloto fugiu, abandonado a droga – avaliada em R$ 13,5 milhões.

Segundo o delegado Jairo Duarte de Camargo, dentro da aeronave foram encontrados alguns documentos, como um contrato de compra e venda firmado em dezembro do ano passado. O monomotor prefixo PT-CKB modelo 36 S/NE-179 está registrado na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) no nome de uma empresa com sede em Toledo, Oeste do Paraná, e está com o certificado de aeronavegabilidade suspenso por conta do vencimento da inspeção anual de manutenção.

Peritos do Instituto de Identificação foram acionados e coletaram fragmentos de inspeções digitais na aeronave. Esses dados podem ajudar nas investigações.

De acordo com o delegado, neste modelo de avião cabem cinco pessoas, mas no momento em que houve a pane mecânica que obrigou o pouso forçado havia apenas o piloto. Ele permaneceu no local por alguns instantes, mas fugiu com a ajuda de um carro assim que a Polícia Militar chegou.

“Estamos identificando o trajeto da aeronave, quem é o proprietário e se era ele quem estava pilotando o avião naquele momento”, explicou Jairo. “Ainda não sabemos de onde veio essa droga e para onde seria levada. Também não sei dizer se nossa região é rota para aviões que transportam drogas”, contou.

O avião – avaliado em R$ 600 mil – está apreendido, mas o delegado avalia em que local irá deixá¬lo com segurança. A droga, por sua vez, foi transportada ainda na noite de domingo para a 13ª Subdivisão Policial (SDP) e ficará guardada em local seguro até o trânsito em julgado deste processo pela Justiça.

Esta foi uma das maiores apreensões de cocaína já registrada nos Campos Gerais. Ação O avião pousou no aeroporto desativado, que nas proximidades da Capela Nossa Senhora das Brotas, às 18 horas. Segundo os policiais, antes, a aeronave sobrevoava baixo na cidade e, por conta disso, já estava chamando a atenção da população. Quando ele, pousou, várias pessoas foram ao antigo aeródromo, assim como os policiais militares do Destacamento de Piraí.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247