Requião: corruptos “ejacularam” no Paraná e no Brasil

O senador Roberto Requião (PMDB-PR), presidente da Frente Ampla Nacionalista, tem uma certeza: os corruptos "ejacularam" no Paraná e no Brasil; desabafo do parlamentar tem relação com as delações no âmbito da Operação Quadro Negro, que apontam a cúpula do governo do Paraná no roubo de escolas, e nas da lava jato que não têm fim, indicando o envolvimento da cúpula nacional peemedebista em "assaltos" ao país; "Ladrões de escolas não construídas, ladrões do fisco, vaidosos com péssimas alianças ... Será isto que nos resta? Espero que não!", tuitou Requião

O senador Roberto Requião (PMDB-PR), presidente da Frente Ampla Nacionalista, tem uma certeza: os corruptos "ejacularam" no Paraná e no Brasil; desabafo do parlamentar tem relação com as delações no âmbito da Operação Quadro Negro, que apontam a cúpula do governo do Paraná no roubo de escolas, e nas da lava jato que não têm fim, indicando o envolvimento da cúpula nacional peemedebista em "assaltos" ao país; "Ladrões de escolas não construídas, ladrões do fisco, vaidosos com péssimas alianças ... Será isto que nos resta? Espero que não!", tuitou Requião
O senador Roberto Requião (PMDB-PR), presidente da Frente Ampla Nacionalista, tem uma certeza: os corruptos "ejacularam" no Paraná e no Brasil; desabafo do parlamentar tem relação com as delações no âmbito da Operação Quadro Negro, que apontam a cúpula do governo do Paraná no roubo de escolas, e nas da lava jato que não têm fim, indicando o envolvimento da cúpula nacional peemedebista em "assaltos" ao país; "Ladrões de escolas não construídas, ladrões do fisco, vaidosos com péssimas alianças ... Será isto que nos resta? Espero que não!", tuitou Requião (Foto: Aquiles Lins)

Por Esmael Morais, em seu blog - O senador Roberto Requião (PMDB-PR), presidente da Frente Ampla Nacionalista, tem uma certeza: os corruptos “ejacularam” no Paraná e no Brasil.

O desabafo do parlamentar tem relação com as delações no âmbito da Operação Quadro Negro (leia a íntegra da delação), que apontam a cúpula do governo do Paraná no roubo de escolas, e nas da lava jato que não têm fim, indicando o envolvimento da cúpula nacional peemedebista em “assaltos” ao país.

“Ladrões de escolas não construídas, ladrões do fisco, vaidosos com péssimas alianças … Será isto que nos resta? Espero que não!”, tuitou Requião.

“Com franqueza, no Paraná, nossos adversários ou são ladrões denunciados, ou, como diria o Ciro Gomes, FUFUQUINHAS DE MERDA”, disparou.

Requião comparou ainda os escândalos de desvio de verbas na educação aos escândalos no Rio de Janeiro que levaram o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) à prisão.

“Paranaenses, vocês já perceberam que escândalos daqui são semelhantes aos do Sergio Cabral do RJ? Seguramente não são apenas estes de agora!”

O senador paranaense disse ser deprimente observar que grupos políticos de aproveitadores fisiológicos se disporem, por favores, a apoiar quadrilhas no estado e no país.

Para Roberto Requião, não há dúvidas: os corruptos ejacularam no Paraná [e no Brasil].

Ao vivo na TV 247 Youtube 247