Requião: turma da alfafa foi traída pela Globo

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) voltou a ironizar os manifestantes de direita, "a turma da alfafa", segundo ele, que foi traída pela Globo; "A turma da alfafa que fazia manifestação contra Renan induzida pela Globo, como se sente agora que a Globo mudou de lado?", provocou; "Pau que bateu em Cunha não foi o mesmo que bateu em Renan", completou Requião 

Senador Roberto Requião (PMDB-PR) apresenta substitutivo a projeto de lei (PLS 60/2012) proibindo doações de empresas em dinheiro, ou por meio de publicidade, a candidatos e partidos políticos
Senador Roberto Requião (PMDB-PR) apresenta substitutivo a projeto de lei (PLS 60/2012) proibindo doações de empresas em dinheiro, ou por meio de publicidade, a candidatos e partidos políticos (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Esmael Morais, em seu blog - O senador Roberto Requião (PMDB-PR) não perdeu a chance de voltar a ironizar os coxinhas, a turma da alfafa, segundo ele, que foi traída pela Globo.

No domingo (4), Requião já tinha deixado os coxinhas indignados ao recomendar "muita alfafa" a eles depois das manifestações de ruas contra o projeto de abuso de autoridade.

"A turma da alfafa que fazia manifestação contra Renan induzida pela Globo, como se sente agora que a Globo mudou de lado?", provocou.

Assista a vídeo em que Requião e outros senadores da oposição criticam decisão do STF: 

 

Diante da possibilidade de o PT assumir o Senado, a Globo liderou o esforço pelo "Fica Renan" no Supremo.

Na votação sobre o afastamento, Renan Calheiros (PMDB-PR) foi mantido pelo STF na presidência do Senado por 6 votos a 3.

Nunca antes na história deste país o Supremo tinha "afrouxado a tanga" de forma tão escancarada!

"Pau que bateu em Cunha não foi o mesmo que bateu em Renan", completou Requião.

Portanto, os coxinhas, coitados, foram feitos de gato e sapato ora por Renan, ora pela Globo.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247