Richa é desaprovado por 85% dos paranaenses

É o que aponta mostra divulgada pelo Instituto Paraná Pesquisa; levantamento informa ainda que, se as eleições fossem hoje, 72% dos eleitores que votaram em Beto Richa (PSDB) na disputa de 2014 mudariam o voto; o instituto também questionou sobre a avaliação do governo do estado por área; a educação é desaprovada por 76% dos pesquisados, seguida da saúde (57%) e segurança (55%)

REPORTAGEM ESPECIAL COM O GOVERNADOR BETO RICHA
REPORTAGEM ESPECIAL COM O GOVERNADOR BETO RICHA (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Blog do Esmael - Se os paranaenses tivessem como voltar atrás e as eleições fossem hoje, 72% dos eleitores do governador Beto Richa (PSDB) mudariam o voto, ou seja, votariam em outro candidato ao Palácio Iguaçu.

O atual governador foi reeleito no primeiro turno com 3.301.322 votos, o que correspondeu a 55,7% dos votos válidos nas eleições de 2014.

Dentre vários candidatos menos expressivos, o tucano concorreu com os senadores Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB). De acordo com a sondagem, 95% dos eleitores manteriam o voto neles.

Segundo levantamento da Paraná Pesquisa, divulgado nesta terça-feira (30) pelo jornal Gazeta do Povo, 85% dos paranaenses reprovam a gestão de Beto Richa. Na prática, esses números dizem muito mais: o governador do PSDB não tem mais recuperação política, quando o assunto é perspectiva eleitoral majoritária a curto prazo.

PUBLICIDADE

O instituto de Murilo Hidalgo também questionou sobre a avaliação do governo do estado por área. A educação é desaprovada por 76% dos pesquisados, seguida da saúde (57%) e segurança (55%).

A gestão da presidenta Dilma Rousseff (PT) é rejeitada por 87% dos paranaenses, o que se configura "empate técnico" com o governador tucano no quesito reprovação. Os petistas nunca conheceram céu de brigadeiro no Paraná, portanto, os números desfavoráveis não são nenhuma novidade.

PUBLICIDADE

A Paraná Pesquisas entrevistou 1344 eleitores em 58 municípios do Paraná entre os dias 20 e 24 de junho. A margem de erro é de 2,5% para mais ou para menos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email