Safra de trigo no Parnaá pode dobrar neste ano

Produção no estado poderá atingir 3,5 milhões de toneladas, e a área plantada deve alcançar 1,2 milhão de hectares, um aumento de cerca de 20% em relação ao ano passado

A produção de trigo no Paraná poderá atingir 3,5 milhões de toneladas neste ano, aproximadamente o dobro da colheita anterior, que chegou a 1,8 milhão de toneladas. Foto Chuniti Kawamura/ANPr (arquivo)
A produção de trigo no Paraná poderá atingir 3,5 milhões de toneladas neste ano, aproximadamente o dobro da colheita anterior, que chegou a 1,8 milhão de toneladas. Foto Chuniti Kawamura/ANPr (arquivo) (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência de Notícias do Paraná - A produção de trigo no Paraná poderá atingir 3,5 milhões de toneladas neste ano, aproximadamente o dobro da colheita anterior, que chegou a 1,8 milhão de toneladas. A área plantada deve alcançar 1,2 milhão de hectares, um aumento de cerca de 20% em relação ao ano passado.

As informações são do relatório da safra de grãos 2013/2014 do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e Abastecimento, divulgado na última quinta-feira (06/03). "Em condições normais de clima é possível alcançar este crescimento", avalia o secretário Norberto Ortigara.

O secretário explica que a estimativa de produção do Deral se dá em função da estiagem do início do ano, que pode provocar atraso no plantio da segunda safra de milho. "Com isso, muitos agricultores podem migrar para o trigo", informa ele.

Em 2013, a cultura do trigo alcançou 987 mil hectares, um aumento de 27% sobre o plantio anterior. Neste ano, a região Oeste deve apresentar o maior aumento na área plantada, chegando a 40% de crescimento. Nas demais regiões também haverá migração para a cultura, embora em menor proporção.

RENDA – O engenheiro agrônomo Carlos Hugo Godinho explica que a cultura está mais rentável que nas últimas safras. "Ano passado muitos agricultores fizeram plantio de milho fora de época. Mesmo com queda na produtividade o preço valia o risco. Este ano a triticultura ganha espaço devido à queda de preço do milho", afirma.

A saca de 60 quilos de trigo foi cotada em R$ 41,41 em fevereiro, média de preço que deve ser mantida. O preço é 5% maior que o praticado no mesmo período de 2013 e 26% acima da média dos últimos três anos no Estado. O valor mensal recebido pelo produtor fica em média 30% acima do custo variável de produção.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email