Segundo Veja, aprovação a Moro cai de 90% para 60%

Pesquisa apresentada à Fiesp por uma empresa que monitora redes sociais revela ranhuras à imagem de 'herói' do juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato; de acordo com o levantamento, apoio às ações de Moro despencou de 90% para menos de 60%; desgaste se dá após episódios controversos, como a condução coercitiva de Lula e a suspensão provisória pelo Supremo da investigação contra o ex-presidente

Pesquisa apresentada à Fiesp por uma empresa que monitora redes sociais revela ranhuras à imagem de 'herói' do juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato; de acordo com o levantamento, apoio às ações de Moro despencou de 90% para menos de 60%; desgaste se dá após episódios controversos, como a condução coercitiva de Lula e a suspensão provisória pelo Supremo da investigação contra o ex-presidente
Pesquisa apresentada à Fiesp por uma empresa que monitora redes sociais revela ranhuras à imagem de 'herói' do juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato; de acordo com o levantamento, apoio às ações de Moro despencou de 90% para menos de 60%; desgaste se dá após episódios controversos, como a condução coercitiva de Lula e a suspensão provisória pelo Supremo da investigação contra o ex-presidente (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paraná 247 - Pesquisa apresentada à Fiesp (Federação da Indústrias do Estado de São Paulo) por uma empresa que monitora redes sociais revela ranhuras à imagem de 'herói' do juiz federal Sérgio Moro, que comanda as investigações da Operação Lava Jato.

Desgaste do magistrado de Curitiba se dá após episódios controversos, como a condução coercitiva de Lula para depoimento à Polícia Federal; a suspensão provisória pelo Supremo Tribunal Federal (STF) da investigação contra o ex-presidente e o pedido de "escusas" do juiz.

De acordo com a coluna Radar On-line, da revista Veja, o apoio às ações de Moro despencou de 90% para menos de 60%.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247