Tarso Genro defende que Lula "semi-livre" é mais perto de "Lula livre"

Ex-ministro da Justiça, Tarso Genro defendeu a progressão de pena do ex-presidente Lula, apesar das ilegalidades cometidas pela Lava Jato que tornam nula sua sentença. "Porque: 1, fazem dentro da Lei; 2, é vitória política tirá-lo da custódia policial; 3, porque já temem que o STF resgate-se como Guardião da Constituição; 4, porque Lula 'semi-livre' é mais perto de 'Lula livre'", disse ele

247 - O ex-governador do Rio Grande do Sul e ex-ministro da Justiça, Tarso Genro, argumentou neste sábado (28) em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aceitar a progressão de sua pena para o regime semiaberto, apesar das ilegalidades cometidas pela Lava Jato que tornam nula sua sentença. 

Segundo Genro, é uma vitória política da esquerda a decisão do Ministério Público Federal solicitar a progressão de pena para Lula, feita nessa sexta-feira (27) (leia mais no  Brasil 247).

"Porque: 1, fazem dentro da Lei; 2, é vitória política tirá-lo da custódia policial; 3, porque já temem que o STF resgate-se como Guardião da Constituição; 4, porque Lula 'semi-livre' é mais  perto de 'Lula livre'", disse ele. 

Neste sábado, o perfil do ex-presidente no Twitter divulgou trecho de entrevista em que Lula deixa clara novamente sua posição. "Só saio daqui com 100% de inocência, e meu maior prazer seria sair daqui e o Moro entrar no meu lugar, ele e o Dallagnol” (leia mais no Brasil 247). 

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247