Valorização dos imóveis em Curitiba atinge alta de 36%

Capital paranaense foi a cidade pesquisa pela Fipe que teve a maior alta no preço dos imóveis, com aumento de 36% em 2013.; em média, o preço dos imóveis residenciais no País subiu 13,7% em todo o ano de 2013; imóveis que apresentaram a maior alta em Curitiba foram os de um e dois quartos

Capital paranaense foi a cidade pesquisa pela Fipe que teve a maior alta no preço dos imóveis, com aumento de 36% em 2013.; em média, o preço dos imóveis residenciais no País subiu 13,7% em todo o ano de 2013; imóveis que apresentaram a maior alta em Curitiba foram os de um e dois quartos
Capital paranaense foi a cidade pesquisa pela Fipe que teve a maior alta no preço dos imóveis, com aumento de 36% em 2013.; em média, o preço dos imóveis residenciais no País subiu 13,7% em todo o ano de 2013; imóveis que apresentaram a maior alta em Curitiba foram os de um e dois quartos (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paraná247 - Curitiba foi a cidade pesquisa pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) que teve a maior alta no preço dos imóveis, com aumento de 36% em 2013. Em média, o preço dos imóveis residenciais no País subiu 13,7% em todo o ano de 2013.

Os imóveis que apresentaram a maior valorização na capital paranaense, segundo o Fipezap, foram os de um quarto, com alta de 39,8% entre dezembro de 2012 e dezembro de 2013. Em seguida aparecem os imóveis com dois quartos, com alta de 37,9%, de três quartos, alta de 34,1% e de quatro quartos ou mais, com alta de 22,8%.

Até junho de 2012, apenas sete cidades faziam parte da pesquisa, que compunham do Índice Fipzap Composto – São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Fortaleza, Belo Horizonte, Recife e Salvador. Assim, não é possível comparar o índice ampliado de 2013 com o de 2012. Entre as sete cidades, o aumento verificado no ano no preço dos imóveis foi de 12,7%.

(com informações do site Bem Paraná)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247