Vargas e doleiro são réus na Justiça do PR

Deputado federal André Vargas (PT-PR) foi absolvido da acusação de improbidade administrativa que data de 1999, com envolvimento do doleiro preso Alberto Youssef, mas condenado a devolver R$ 10 mil aos cofres públicos; o caso está em segunda instancia porque tanto o deputado quanto o Ministério Público recorreram

Deputado federal André Vargas (PT-PR) foi absolvido da acusação de improbidade administrativa que data de 1999, com envolvimento do doleiro preso Alberto Youssef, mas condenado a devolver R$ 10 mil aos cofres públicos; o caso está em segunda instancia porque tanto o deputado quanto o Ministério Público recorreram
Deputado federal André Vargas (PT-PR) foi absolvido da acusação de improbidade administrativa que data de 1999, com envolvimento do doleiro preso Alberto Youssef, mas condenado a devolver R$ 10 mil aos cofres públicos; o caso está em segunda instancia porque tanto o deputado quanto o Ministério Público recorreram (Foto: Roberta Namour)

247 – Investigado na Câmara por relações com Alberto Youssef, preso pela PF, o deputado federal André Vargas (PT-PR) e o doleiro já são réus em escândalo de corrupção no Paraná e respondem na Justiça desde 1999.

No final da década de 1990, pelo menos R$ 14 milhões, em valores da época, teriam sido desviados da Ama/Comurb em licitações fraudulentas.

O Ministério Publico suspeita que parte do dinheiro tenha financiado campanhas locais do PT, como a de Paulo Bernardo (atual ministro das Comunicações) à Câmara.

Absolvido da acusação de improbidade administrativa, Vargas foi condenado a devolver R$ 10 mil aos cofres públicos. O caso está em segunda instancia porque tanto o deputado quanto o Ministério Público recorreram.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247