Vereador Renato Freitas, do PT, é preso em Curitiba e acusa PMs de racismo (vídeo)

O vereador de Curitiba Renato Freitas Junior (PT) foi preso na tarde desta sexta-feira (4) quando jogava basquete em uma praça da cidade. Segundo a Polícia Militar, o parlamentar foi detido por "perturbação do sossego"

Renato Freitas Junior é a agredido
Renato Freitas Junior é a agredido
Siga o Brasil 247 no Google News

247 -  O vereador Renato Freitas Junior (PT-PR) foi preso pela polícia na tarde desta sexta-feira (4). O petista é advogado, mestre em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e estava com uma caixa de som em uma praça da cidade, jogando basquete, quando foi abordado pelos policiais militares, que logo anunciaram a sua prisão e a de seus amigos. 

O vereador relatou que policiais militares quebraram a caixa de som na qual ouvia música. “Essa é a cara de Curitiba. A cara do racismo“, disse Freitas. 

Após ser imobilizado por três policiais e arrastado, ele questionou o motivo da prisão e ouviu de um dos agentes: “Não sei”. Segundo a Polícia Militar, o parlamentar foi detido por "perturbação do sossego".

PUBLICIDADE

Freitas foi conduzido para a 1ª Companhia do 12º Batalhão da PM para assinar um termo circunstanciado. Segundo o sociólogo Emir Sader, o vereador curitibano foi libertado sem explicação nenhuma da razão da sua prisão.


Veja:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email