CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Saúde

Anvisa forma maioria para manter venda de cigarros eletrônicos proibida no Brasil

A agência elaborou um relatório que examinou os efeitos da proibição nos últimos anos no Brasil e a situação de países em que a venda é permitida

Pessoas passam por uma loja de vapes no centro de Londres (Foto: REUTERS/Maja Smiejkowska)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alcançou maioria nesta sexta-feira (19) para manter a proibição da venda de cigarros eletrônicos no Brasil.  Desde 2009, os "vapes" estão não podem ser comercializados no país, mas ainda é possível encontrá-los para compra, inclusive pela internet.

Para fundamentar essa decisão, a agência elaborou um relatório que examinou os efeitos da proibição nos últimos anos no Brasil, bem como a situação em países onde a venda desses dispositivos é permitida.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O documento analisou questões como o aumento do fumo entre jovens, a carência de estudos sobre os riscos e impactos do uso prolongado de cigarros eletrônicos, as implicações para a política de controle do tabaco no país e o potencial de dependência desses produtos, que podem conter até 20 vezes mais nicotina do que os cigarros convencionais.

O diretor-presidente e relator do caso, Antonio Barra Torres, votou a favor da manutenção da proibição, baseando-se em fatores como o panorama internacional da regulamentação dos cigarros eletrônicos, as opiniões da comunidade científica e os resultados da consulta pública.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Os diretores Danitza Buvinich e Daniel Pereira acompanharam o voto do relator. Ainda restam votar os diretores Romison Mota e Meiruze Freitas. (Com informações do g1).

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO