Com 641 novos óbitos, Brasil supera oficialmente 50 mil mortes por Covid-19 no domingo

Ao todo, são 50.617 mortes pela doença decorrente da infecção pelo novo coronavírus.

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

BRASÍLIA (Reuters) - O Brasil superou oficialmente a marca das 50 mil mortes por Covid-19 ao registrar neste domingo 641 novos óbitos pela doença decorrente do vírus nas últimas 24 horas, segundo dados do Ministério da Saúde.

Ao todo, são 50.617 mortes pela doença decorrente da infecção pelo novo coronavírus.

No domingo, o país chegou a 1.085.038 casos confirmados, registrando 17.459 novas infecções.

Os dados apontam para uma taxa de letalidade de 4,7%.

A contagem de casos e mortes por Covid-19 no Brasil tende a desacelerar nos finais de semana e segundas, quando há um atraso nas notificações, e ganhar ritmo ao longo da semana, conforme os testes são processados.

A marca das 50 mil mortes ocorre pouco mais de 3 meses depois do primeiro registro oficial de morte por Covid-19, anunciada por autoridades de saúde do país no dia 17 de março.

De lá para cá, prefeituras e governos estaduais adotaram medidas de isolamento social para frear a disseminação do vírus, mas já começaram uma flexibilização mesmo sem desaceleração da doença.

O presidente Jair Bolsonaro é um dos principais entusiastas do relaxamento de medidas de isolamento social com o argumento de que as dificuldades do que chama de “segunda onda” —desemprego e recessão— podem ser maiores do que as decorrentes do próprio vírus.

SILÊNCIO

No domingo pela manhã, Bolsonaro deixou Brasília e compareceu ao funeral de um soldado que morreu na véspera durante o lançamento de paraquedistas em uma base aérea no Rio de Janeiro, prestando condolências ao militar morto. Ele não falou com a imprensa e, como de hábito, não fez qualquer referência às mortes por Covid-19.

O Brasil é o segundo país do mundo com o maior número de casos e óbitos pelo coronavírus, atrás apenas dos Estados Unidos, que possuem cerca de 2,2 milhões de infecções notificadas e quase 120 mil mortes, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA.

De longe, São Paulo é o Estado com maior número de casos e mortes, respectivamente, 219.185 infecções e 12.588 óbitos. Depois está o Rio de Janeiro, que atingiu 96.133 casos e 8.875 mortes. O Estado é acompanhado de perto pelo Ceará, que tem 92.866 casos e 5.523 óbitos.

Os dados do ministério foram atualizados neste domingo às 18h45. Segundo a pasta, o Brasil possui ainda 549.386 pacientes recuperados da Covid-19 e 485.035 em acompanhamento.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247