Estudo: mamadeiras levam à ingestão de milhões de microplásticos por dia

Estudo alerta para o fato de que mamadeiras, assim como outros recipientes de plástico, liberam milhões de microplásticos, que quando ingeridos podem causar complicações de saúde

(Foto: Beeki / Pixabay)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 -  Nesta segunda-feira (19), foi publicado um estudo na revista Nature Food que revela os perigos da utilização de mamadeiras por bebês e de outros recipientes de plástico para guardar alimentos. Segundo o grupo de pesquisadores que assinaram o texto, a exposição desses objetos às altas temperaturas requeridas para a esterilização faz com que milhões de microplásticos sejam liberados e, consequentemente, ingeridos.

Apesar de não testada cientificamente, os pesquisadores consideram a possibilidade da ingestão de microplásticos em doses tão altas causar problemas de saúde. 

Segundo o Guardian, os resultados deste estudo são importantes, pois, enquanto no passado acreditava-se que adultos consumiam entre 300 e 600 microplásticos por dia, as novas descobertas sugerem que este número na realidade está na casa dos milhões.

A grande questão para os pesquisadores agora é determinar a quantidade de microplásticos que são absorvidos pela corrente sanguínea, e que partes do corpo são afetadas.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247