OMS afirma que doenças poderão matar mais em Gaza do que os bombardeios: 'uma tragédia'

A porta-voz da Organização Mundial da Saúde reforçou a importância de se "remontar o sistema de saúde" na Faixa de Gaza

Margaret Harris
Margaret Harris (Foto: Reprodução (Live))


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A porta-voz da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Harris, afirmou nesta terça-feira (28) que surtos de doenças na Faixa de Gaza poderão matar mais do que os bombardeios lançados por Israel desde o mês passado. A epidemiologista usou a palavra "tragédia" para descrever a situação no local. 

"Veremos mais pessoas morrendo de doenças do que de bombas se não conseguirmos remontar o sistema de saúde [de Gaza]. Não são apenas os hospitais. Todo mundo, em todo lugar, tem muitas necessidades de saúde, porque estão famintos", afirmou durante coletiva de imprensa em Gaza. 

continua após o anúncio

Em seu discurso, Margaret defendeu que palestinos e israelenses estendam o período de trégua, em vigor desde sexta passada (24).

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247