Pesquisa sobre achados pulmonares em tomografias pode ajudar médicos no tratamento da Covid-19

Estudo inédito no Brasil foi realizado por médicos do Hospital Israelita Albert Einstein em um grupo inicial de 12 pacientes atendidos na instituição após infecção pelo novo coronavírus

Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizada (Foto: Reprodução/Santa Casa SP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Cristiane Bomfim, da Agência Einstein - O primeiro estudo brasileiro que avalia os achados mais comuns da COVID-19 na tomografia computadorizada de tórax pode ajudar médicos a tomarem decisões a respeito do tratamento de novos pacientes com a doença. O trabalho científico realizado por médicos radiologistas do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, analisou as imagens tomográficas de uma série inicial de 12 pacientes que procuraram atendimento na instituição com a doença causada pelo novo coronavírus. A pesquisa nacional corrobora os resultados publicados recentemente na literatura mundial, destacando o aumento da densidade pulmonar na doença, especialmente nas regiões periféricas e inferiores.

Os padrões identificados no estudo podem ser usados como referência durante a avaliação de imagens tomográficas de pacientes diagnosticados com a Covid-19, ajudando a orientar decisões médicas, incluindo a necessidade de isolamento dos doentes ou até internação hospitalar. De acordo com o médico radiologista Rodrigo Caruso Chate, coordenador do grupo de Radiologia Torácica do Einstein, e investigador principal da pesquisa, os exames de tomografia são capazes de demonstrar com clareza as alterações provocadas nos pulmões pela pneumonia relacionada à Covid-19, bem como a extensão do envolvimento pulmonar.

“Com a realização desse estudo, pudemos entender um pouco do comportamento da doença nos primeiros pacientes diagnosticados com a COVID-19 no Brasil, particularmente naqueles que apresentavam sintomas de pneumonia, incluindo febre, tosse persistente e falta de ar, nos quais a tomografia tem se mostrado uma ferramenta importante de auxílio diagnóstico, podendo também ajudar na tomada de decisão clínica quanto ao tratamento”, diz o médico radiologista.

De acordo com o trabalho, publicado no Jornal Brasileiro de Pneumologia, as alterações mais frequentes nas tomografias de tórax dos 12 pacientes estudados foram as “opacidades em vidro fosco”, significando que os pulmões se tornam mais densos e com “manchas brancas”, que refletem o processo inflamatório pulmonar causado pelo vírus. “Nessa doença, as opacidades em vidro fosco acometem preferencialmente as regiões periféricas”, afirma o radiologista torácico.

SUS terá ajuda para segunda opinião em exames de tomografia para Covid-19

Com base nas informações obtidas no estudo e na experiência adquirida no atendimento e acompanhamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus no Brasil, o Hospital Israelita Albert Einstein passou a oferecer desde o último dia 13 de abril, de forma gratuita, um serviço de consultoria radiológica à rede de saúde pública do Brasil, por meio do qual tomografias de tórax de pacientes com suspeita ou diagnóstico confirmado de Covid-19 serão avaliadas por especialistas do grupo de Radiologia Torácica do Departamento de Imagem.

“Pretendemos ajudar os hospitais públicos a fazerem uma triagem mais eficiente dos casos e tomarem decisões sobre isolamento, internação e tratamento”, explica o médico Rodrigo Caruso. Por meio de uma plataforma, médicos de hospitais públicos do Brasil poderão enviar aos radiologistas do Einstein as tomografias de tórax de casos suspeitos ou confirmados de Covid-19. Após a análise das imagens tomográficas, juntamente com as informações clínicas e laboratoriais fornecidas pelos serviços de origem, será emitida uma opinião da equipe especializada com base na identificação ou não de alterações sugestivas da doença. O objetivo dos radiologistas é disponibilizar os resultados das análises na mesma plataforma dentro de um prazo de um dia útil, embora isso possa sofrer pequenas variações de acordo com a demanda.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247