Principal associação médica dos EUA veta uso da cloroquina contra a covid-19

A Sociedade de Doenças Infecciosas da América diz que o remédio propagandeado pelo governo de Jair Bolsonaro não deve ser usado em nenhuma hipótese contra o coronavírus

Bolsonaro corre atrás de ema com uma caixa de cloroquina
Bolsonaro corre atrás de ema com uma caixa de cloroquina (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – "Os hospitais devem parar de usar o medicamento anti-malária hidroxicloroquina para tratar pacientes com Covid-19, mesmo que seja em um ensaio clínico, de acordo com as novas diretrizes médicas", aponta reportagem da Bloomberg, publicada nesta sexta-feira.

A Infectious Diseases Society of America revisou suas diretrizes de tratamento Covid-19 na sexta-feira, endurecendo sua posição contra o uso da droga antimalárica, que tem sido amplamente elogiada pelo presidente Donald Trump como uma forma de lidar com a pandemia.

A IDSA agora recomenda não usar hidroxicloroquina sozinha ou junto com o antibiótico azitromicina para pacientes com o coronavírus, mesmo em hospitais. A sociedade anteriormente pediu o uso limitado de hidroxicloroquina em ensaios.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email