Tá nos trends

Declaração de Bolsonaro sobre efeito colateral de vacina leva 'jacaré' para topo do Twitter

A crítica de Jair Bolsonaro ao imunizante produzido pela Pfizer, insinuando que se um vacinado "virar um jacaré, é problema" de quem tomou a vacina resultou em uma enxurrada de memes que tomou conta da rede social

(Foto: Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Enquanto reforçava que não tomará vacina contra COVID-19, Bolsonaro decidiu ainda criticar a Pfizer, insinuando que se um vacinado "virar um jacaré, é problema" de quem tomou a vacina. Só está dando jacaré no Twitter.

O discurso do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, em evento em Porto Seguro (BA), não só teve jacaré, mas também super-homem, mulher barbada e homem com voz fina em alusão a problemas que podem surgir em vacinados com medicamento da farmacêutica Pfizer que, segundo Bolsonaro, não se responsabilizaria "por qualquer efeito colateral".

"Na Pfizer, está bem claro no contrato, 'nós não nos responsabilizamos por qualquer efeito colateral'. [...] Se você virar um jacaré, é problema de você, pô. Eu não vou falar outro bicho, porque senão vão começar a falar besteira, né. Se você virar um super-homem, sei lá, se nascer barba em alguma mulher, aí, ou algum homem começar a falar fino, eles [a Pfizer] não têm nada a ver com isso. O que é pior: mexer no sistema imunológico das pessoas."

Confira o trecho do discurso do presidente sobre "jacaré".

​Não demorou para as palavras do presidente virarem memes no Twitter, que conta com "jacaré" no topo dos assuntos mais comentados nesta sexta-feira (18), com mais de 25 mil tweets.

"Antes jacaré do que gado."

​E agora?

​O real medo do brasileiro.

​Entrevista da primeira brasileira vacinada.

​Só nos resta pesadelo.

​Quem quer virar jacaré?

​No ritmo do É o Tchan depois da vacina.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email