Tá nos trends

Dino manda indireta para Moro e viraliza nas redes: "quando o juiz resolve viver à custa do aplauso, ele degenera" (vídeo)

Dino nem precisou citar diretamente Sergio Moro para os internautas perceberam que o ex- governador se referiu ao ex-juiz considerado suspeito pelo STF

www.brasil247.com - Sergio Moro e Flávio Dino
Sergio Moro e Flávio Dino (Foto: Reuters | Reprodução/Youtube)


247 - O futuro ministro da Justiça, Flávio Dino, concedeu entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, nesta segunda-feira (19), e nem precisou citar diretamente Sergio Moro para os internautas perceberam que ele se referia ao ex-juiz considerado suspeito pelo STF. 

Dino, que passou em primeiro lugar no concurso de juiz em que Moro também participou, deixou claro que pessoas vaidosas não podem ocupar cargos com tamanha importância.

“Eu acho que se a pessoa gosta - e é legítimo que goste - de ser bem vista pela maioria, tem vários ofícios que pode exercer: político, jogador de futebol, cantor…”, sugere Dino, com bom humor. 

“Porque quando o juiz resolve viver à custa do aplauso, ele degenera. Tem um caso cármico - cármico em relação a mim - muito conhecido. Que é quando o juiz se encanta pelos holofotes e usa a toga para fazer política”, prosseguiu o futuro ministro.

"E deu no que deu, tudo foi anulado", concluiu. Sua fala de Dino imediatamente viralizou nas redes.

Dino é um dos maiores críticos da Lava Jato e sua condução arbitrária para prender o agora presidente diplomado Lula, deixando o caminho livre para a vitória de Jair Bolsonaro em 2018.

 Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247