Tá nos trends

Ditadura avança e Felipe Neto é acusado de crime contra a segurança nacional por chamar Bolsonaro de genocida

O youtuber e empresário Felipe Neto disse que está sendo acusado com base na Lei de Segurança Nacional. "Uma crítica política não pode ser silenciada jamais!", afirmou

www.brasil247.com - Felipe Neto, Bolsonaro e filhos: Flávio, Eduardo e Carlos
Felipe Neto, Bolsonaro e filhos: Flávio, Eduardo e Carlos (Foto: Play9/Divulgação | Rafael Carvalho/Governo de Transição)


247 - O youtuber e empresário Felipe Neto informou nesta segunda-feira (15) que recebeu uma intimação da polícia para prestar depoimento por ter chamado Jair Bolsonaro de "genocida". 

Pelo Twitter, Felipe Neto disse que a intimação é uma "clara tentativa de silenciamento". 

"Eles querem que eu tenha medo, que eu tema o poder dos governantes. Já disse e repito: um governo deve temer seu povo, NUNCA o contrário. Carlos Bolsonaro, vc não me assusta com seu autoritarismo. Não vai me calar", afirmou o youtuber. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia o relato de Felipe Neto:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 


 Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email