Tá nos trends

Irritado, Rodrigo Constantino muda o tom e detona Bolsonaro: "cão que ladra, mas não morde" (vídeo)

Ao que tudo indica, os extremistas que buscam um golpe de estado para a permanência de Jair Bolsonaro no poder já começam a engolir a realidade

www.brasil247.com - Rodrigo Constantino
Rodrigo Constantino (Foto: Reprodução)


Por Laís Gouveia, 247 - Ao que tudo indica, os extremistas que buscam um golpe de estado para a permanência de Jair Bolsonaro no poder já começam a engolir a realidade de que a posse do presidente diplomado Lula irá ocorrer, assim como o andamento de seu futuro mandato. 

>>>> Otoni de Paula aos bolsonaristas acampados nos quartéis: 'Bolsonaro não vai fazer nada e vocês serão presos' (vídeo)

Rodrigo Constantino, comentarista da Jovem Pan que incita um golpe militar no Brasil direto de Miami, gravou um vídeo mudando o já conhecido tom submisso e leal ao presidente. 

Irritado, Constantino disse que “cão que ladra, mas não morde”, referindo-se ao fato de Bolsonaro não sair batendo na porta de quartel em quartel pedindo ajuda para golpear a democracia. 

"Ele não se mostrou à altura. A verdade é essa. Muita gente vai discutir onde foi que ele errou e a pior coisa que existe é o cão que ladra, mas não morde", disse o extremista. 

"Chega! Acabou, pô! Canalhas! E nada acontecia. Então, algumas pessoas foram alimentando a expectativa que ele tinha sempre uma carta na manga, alguma coisa que podia fazer, uma bala de prata para salvar a democracia aos 45 do segundo tempo e a imagem que a gente está tendo acesso é que isso parece cada vez mais e mais improvável", acrescenta. 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247