Tá nos trends

Orochi é preso após polícia encontrar armas em residência; seguranças alegam escolta de joia e R$ 500 mil

Polícia Civil realizou uma operação de busca por uma arma que apareceu em um vídeo postado no Instagram do artista

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


247 — O rapper Orochi e PMs, que faziam sua segurança, foram presos na quarta-feira, 4, após a Polícia Civil realizar uma operação de busca por uma arma que apareceu em um vídeo postado no Instagram do artista, que tem 6,7 milhões de seguidores. Os seguranças alegaram, em depoimento, que estavam armados porque transportavam uma joia do músico, no valor de R$ 500 mil.

Na imagem postada na terça-feira, 3, um homem aparece dançando com uma arma longa, que parecia um fuzil e outro homem também aparece dançando nas imagens.

O rapper foi abordado por policiais em uma lancha na Praia dos Ossos, em Armação dos Búzios, na Região dos Lagos.

A joia é um cordão que aparece no pescoço de Orochi em algumas fotos nas redes sociais, com a inscrição “Vida Cara”.

“Prontamente, nós localizamos, com a ajuda da Delegacia de Búzios e da Polícia Militar, a residência onde estava o rapper e o seu grupo. Foi pedido um mandado de busca e apreensão ao plantão judiciário, que concedeu. Chegamos ao local e fomos fazer a busca. O Orochi não estava na casa, estava em uma lancha, passeando por Búzios”, afirmou o delegado Rodrigo Barros, da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme).

Segundo os policiais, o fuzil era uma espingarda calibre 12, que pertence a um dos PMs que afirma ser segurança do rapper.

“Foi encontrada uma certa quantidade de drogas dentro da casa e, dentro da casa, havia um veículo com uma espingarda calibre 12. Pelo vídeo, parecia ser um fuzil, mas era uma espingarda calibre 12, que é uma arma de uso permitido. A arma pertencia ao policial militar e estava no veículo de outro policial militar, que não era o dono da arma, e os dois seriam os seguranças de Orochi”, disse o delegado.

Ainda, de acordo com as investigações, a pessoa que apareceu nas imagens dançando com a arma de fogo era assistente de um outro músico e não tinha registro e nem porte de arma. Ele será indiciado pelo porte ilegal de arma de fogo.

Orochi prestou depoimento por cerca de cinco horas e depois foi liberado e, segundo o delegado, até o momento não foi constatado que houve uma fala ou incentivo ao uso de arma. O delegado afirma que as investigações sobre a postagem vão continuar.

“Os policiais militares estavam com aquela arma em um ambiente em que havia consumo de drogas, bebidas e grande quantidade de pessoas. E, de alguma forma, essa arma foi parar na mão dessa pessoa que não poderia portar”, destacou o delegado. As gravações do sistema de segurança da casa foram pedidas pelos investigadores da Desarme, que vão analisar o contexto da situação.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247