Tá nos trends

Pasta de Damares lança programa para incluir LGBTs no mercado de trabalho e causa revolta entre bolsonaristas

Chamada pública do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos para apoiar projetos de inclusão de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais no mercado de trabalho formal foi rechaçada por bolsonaristas no Twitter

www.brasil247.com - Damares Alves
Damares Alves (Foto: Isac Nóbrega/PR)


247 - O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, comandado pela ministra Damares Alves, lançou nesta sexta-feira (6) uma chamada pública para oferecer apoio a projetos de inclusão de pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT) no mercado de trabalho formal. 

Entre os objetivos da ação, está o desenvolvimento de ações de formação e qualificação profissional, além do desenvolvimento de ações de valorização, inclusão e respeito às diversas identidades e orientações sexuais nos ambientes de trabalho de instituições públicas e privadas.

A proposta causou indignação entre apoiadores do governo de Jair Bolsonaro, fazendo com que o nome de Damares Alves fosse aos trending topics do Twitter. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira algumas reações: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

 

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email