Tá nos trends

Val Marchiori recorre e vence processo movido por Ludmilla por racismo após chamá-la de cabelo de “bombril”

Juiz decide que empresária usou de sua “liberdade de expressão”. A cantora, alvo de racismo, ainda terá que pagar os custos aos advogados de Val

Ludmilla e Val Marchiori
Ludmilla e Val Marchiori (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Depois de ter feito um ataque racista contra a cantora Ludmilla, a empresária Val Marchiori saiu vitoriosa de um processo sob o argumento da “liberdade de expressão”.

O processo foi movido por Ludmilla em 2016, depois que Val disse que o cabelo da cantora parecia “bombril”. Em junho de 2020, o juiz da 3ª Vara Cível da Ilha do Governador deu ganho de causa à Ludmilla, condenando a empresária ao pagamento de R$ 30 mil e obrigando-a a fazer uma retratação pública.

Val recorreu para o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que reverteu o caso. Segundo a 14ª Câmara Cível, Val usou de sua “liberdade de expressão” para os comentários.

“Em que pese ter sido proferida uma observação de natureza ácida, veiculando opinião em tom de crítica dura, não é possível se extrair dos fatos supracitados qualquer intenção de desqualificar ou ofender a autora em decorrência de sua cor de pele, tampouco de ridicularizá-la ou depreciar a pessoa. O que se vê, em verdade, é que a conduta da apelante se insere no exercício do seu direito de crítica, derivado da liberdade de informação e de expressão”, diz um trecho da decisão.

Mesmo tendo sido a vítima do ataque racista, Ludmilla ainda terá de arcar com os honorários advocatícios aos advogados da empresária, no valor de 10% sobre o valor da causa de R$ 300 mil.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email