HOME > Agro

RS anuncia fim da colheita de arroz e diz que não há justificativa para importação

A produção do cereal aumentou no estado apesar as enchentes, informou o Instituto Rio Grandense do Arroz

Brasil vai importar arroz para segurar preço (Foto: Marcello Casal Jr/Ag. Brasil )

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) anunciou o fim da colheita de arroz no Rio Grande do Sul e afirmou que não existe justificativa técnica para a importação do cereal no Brasil. O estado responde por cerca de 70% da produção nacional. O relato foi publicado neste sábado (15) no jornal Folha de S.Paulo

De acordo com o Irga, a colheita de arroz termina com uma produção de 7,16 milhões de toneladas no estado. Nesta safra (2023/2024), foram semeados 900,2 mil hectares do cereal irrigado. O RS colheu 94,61% dessa área (quase 851,7 mil hectares). Na safra anterior (2022/2023), o Rio Grande do Sul plantou quase 840 mil hectares, menos do que na temporada atual. A produção total, porém, foi de 7,2 milhões de toneladas, um pouco acima da atual.

Segundo o presidente do instituto, Rodrigo Machado, "a safra gaúcha de arroz, dentro da sua fatia de produção no mercado brasileiro, garante o abastecimento do país e não há, tecnicamente, justificativa para a importação de arroz no Brasil".

De acordo com autoridades do Rio Grande do Sul, mais de 470 dos 497 municípios gaúchos tiveram problemas por causa das enchentes, impactando cerca de 2,4 milhões de cidadãos. Mais de 600 mil pessoas estão fora de suas casas. Foram registradas 176 mortes desde o dia 29 de abril. 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados