HOME > América Latina

Bolívia afirma que o Brasil pode ser seu parceiro na industrialização do lítio junto com a Rússia

Bolívia possui a maior reserva de lítio do mundo, com 23 milhões de toneladas, que está localizada principalmente em Uyuni, no departamento de Potosí

(Foto: Ricardo Stuckert / PR)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Sputnik - O Brasil pode ser o novo parceiro da Bolívia na industrialização do lítio, ao lado de Rússia, China e Índia, afirmou nesta quarta-feira (10) o vice-ministro de Comércio Exterior e Integração, Huáscar Ajata, em entrevista à Sputnik.

"É claro que a Bolívia está aberta a atrair parceiros de múltiplas partes do mundo. Acordos e intenções de negócios já foram assinados com a China e com a Rússia. Esperamos também parceiros europeus, também da região e com o nível de tecnologia e desenvolvimento industrial que o Brasil tem pode ser um parceiro ideal, especialmente para a indústria de eletromobilidade", explicou.

A aproximação entre os dois países aconteceu no Fórum Empresarial Bolívia-Brasil, realizado por ocasião da visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à cidade boliviana de Santa Cruz de la Sierra, na terça-feira (9).

Questionado sobre quais outros produtos a Bolívia pode exportar para o Brasil, além do gás natural, ele respondeu que, "neste momento, temos um grande potencial em fertilizantes como ureia e ulexita, mas os presidentes Arce e Lula também falaram do grande potencial agroindustrial que tem a Bolívia. Frutas, grãos e cereais, carne, apesar de o Brasil ser um importante produtor de carne, ainda exige e a Bolívia tem um grande potencial".

Na reunião bilateral, os líderes assinaram dez acordos de cooperação em áreas como hidrocarbonetos, eletricidade, imigração, combate ao tráfico de droga, saúde, fertilizantes, entre outras.

A Bolívia possui a maior reserva de lítio do mundo, com 23 milhões de toneladas, que está localizada principalmente em Uyuni, no departamento de Potosí, segundo dados da estatal Yacimientos del Litio Boliviano (YLB).

A Bolívia pretende instalar quatro plantas industriais até 2025, em acordo com empresas da China e da Rússia, com tecnologia de Extração Direta de Lítio (EDL).

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados