Bolsonaro, o retrato de uma sociedade adoecida

Os que tiveram dúvida estão vendo agora que não era uma escolha difícil. Em sã consciência a escolha era óbvia. Infelizmente elegeram o tirano ao invés do professor



Sim, ele é um sintoma que mostra como a humanidade está degradada. Vemos este sintoma não só aqui no Brasil. Vemos isto ocorrendo em várias partes do mundo e afetando o planeta como um todo. Um retrocesso da humanidade. É isso que representa Bolsonaro.

Afim de exemplificar este retrocesso global, podemos citar alguns líderes políticos da atualidade, como o derrotado Trump nos EUA com o seu racismo exibido explicitamente através de seu apoio aos supremacistas brancos e a sua guerra xenofóbica contra os imigrantes latinos. Em Israel vemos Netanyahu promovendo o extermínio dos palestinos. Um terrível etnocídio do povo palestino é o que está acontecendo neste momento na Faixa de Gaza. Estes são alguns dos que representam a chamada Extrema Direita mundial. Seus princípios sempre se baseiam em algum tipo de preconceito. Sempre atacam em seus discursos ilusórios inimigos, os quais estariam pondo em risco os seus ideais conservadores. Hora são os comunistas, o suposto inimigo que a propaganda estadunidense conseguiu incutir no inconsciente dos ocidentais através das suas bilionárias produções cinematográficas hollywoodianas. Hora são os imigrantes que estão tirando o emprego do povo, levando a população a pobreza, assim a xenofobia é usada por estes lideres tirânicos. E assim vai, sempre inventam alguns inimigos ilusórios para serem vítimas de seus preconceitos.

Eles sempre apontam um ou mais inimigos a serem combatidos. Eles vivem em um estado de guerra sem fim. Mantem seus eleitores sempre com medo de alguma ameaça, o que os estimula a reagir com ódio contra os inimigos criados. Os convencem que sua sobrevivência está em risco, despertando assim uma reação agressiva neles, pois creem que estão lutando por suas próprias vidas. É uma propaganda poderosa que dominam as mentes através das emoções de medo e ódio criadas nos corações de seus fanáticos apoiadores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As redes sociais são poderosas ferramentas na divulgação em massa de todo este medo e ódio. O Neuromarketing e o Buzz Marketing funcionam a pleno vapor para criar verdadeiras fortalezas de ódio nas redes, as conhecidas bolhas bolsonaristas. Através de toda esta manipulação midiática, a extrema-direita ganhou eleições ao redor do mundo e inclusive teve sucesso na realização do “Brexit”, como pudemos ver no documentário “Privacidade Hakeada”. As redes sociais se mostraram eficientes ferramentas usadas nas denominadas Guerras Hibridas (Revoluções Coloridas e Guerras não Convencionais) para derrubar governos ao redor do planeta. Lembrando que as chamadas Jornadas de Junho de 2013 foram um exemplo de uma Revolução Colorida deflagrada para derrubar o governo da presidente Dilma aqui no Brasil. O resultado disso todos nós conhecemos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em meio a todo este caos civilizatório provocado pela extrema direita mundial, surge Bolsonaro aqui no Brasil. Muitos viam como improvável a sua vitória na última eleição presidencial. Mas o improvável aconteceu. E diante de todo este contexto bizarro que vive o planeta, nada mais natural que a bizarrice também se manifestasse aqui, infelizmente, para o azar do povo brasileiro. Quem poderia imaginar que o cara que idolatra torturadores e ditadores, vocifera preconceitos os mais variados possíveis, pudesse se tornar presidente do país. Mas sendo coerente com este sombrio fenômeno planetário que vivemos, o quase expulso tenente do exército – ganhando a patente de capitão somente após a sua reforma - foi eleito presidente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tudo estava funcionando para que Bolsonaro fosse eleito. O “lawfare” da Operação Criminosa chamada de Lava Jato, a criminalização da política feita seguidos anos pelos meios de comunicação hegemônico, o golpe parlamentar, midiático e judicial que foi armado contra a presidente Dilma Rousseff e a prisão e silenciamento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Tudo isso favoreceu a vitória na eleição do falso “outsider” (pois estava a mais de 30 anos exercendo cargos políticos) do baixo clero. Todo este contexto e mais uma enxurrada de “Fake News” divulgadas nas redes sociais elegeram este que atualmente é comumente chamado de “Genocida” por seus opositores e de “Mito” por seus fanáticos apoiadores.

Tendo Bolsonaro na presidência do país, o resultado não podia ser outro a não ser o mais profundo caos social da história do Brasil. A propaganda da extrema direita vendeu Bolsonaro como sendo o salvador da pátria, aquele que iria livrar o país da corrupção e da dominação comunista, o que defendia a moral, a família, os bons costumes e que falava em nome de Deus. Mas a realidade que se apresentou não foi essa. O que vemos é mais de 435 mil mortos pelo descaso do “desgoverno” com a pandemia de Covid-19, corrupção de vento em popa de sua família, preconceitos exacerbados, destruição do meio ambiente e tudo de ruim que podíamos esperar de um tirano como Bolsonaro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Agora está claro que aquela bela foto do “Mito” que foi vendida na última eleição presidencial, não tem nada de bela. Pelo contrário, ela é tão horrenda quanto o retrato de Dorian Gray (do aclamado romance de Oscar Wilde). Em verdade este retrato que vemos é mais horrendo ainda, pois é um retrato que mostra a nossa cruel realidade e que está afetando a vida de todo o nosso povo. Estamos sentindo na carne diariamente toda a desgraça do “desgoverno” Bolsonaro.

Os que tiveram dúvida estão vendo agora que não era uma escolha difícil. Em sã consciência a escolha era óbvia. Infelizmente elegeram o tirano ao invés do professor.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email