Ciro e o Prêmio da Loteria – sendo Vice de Lula

Ciro Gomes tem a chance de herdar o "bilhete premiado" da "loteria eleitoral 2018". Somente ele ainda não percebeu isso. PT e PDT por si sós já seriam uma potência. O PCdoB recuaria da candidatura legítima de Manuela D'Ávila. O PSB entenderia estratégico emprestar seu prestígio (que é histórico e imenso) e seu tempo de Tevê para a vitória deste campo

www.brasil247.com - Ciro e o Prêmio da Loteria – sendo Vice de Lula
Ciro e o Prêmio da Loteria – sendo Vice de Lula (Foto: Adriano Machado - Reuters)


Ciro Gomes tem a chance de herdar o "bilhete premiado" da "loteria eleitoral 2018". No entanto, somente ele ainda não percebeu isso. Passo a explicar.

Luiz Fux, ministro do atual Tribunal Político Supremo Federal, ou STF, como queiram chamar, este que também é o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, no último de 1º de agosto, ao despachar um processo, resolveu pré-declarar sobre a situação do ex-presidente Lula. No despacho ao processo que, intempestivamente, galgava a inelegibilidade de Lula e seu não-registro de candidatura, embora declarasse o autor da Ação ilegítimo (nos termos da Lei) para tal, mandou o recado ao PT – que registrará Lula como candidato oficial. Fux escreveu: Lula já possui a "inelegibilidade chapada".

Ora, o que disse o ministro em letras garrafais? Que aguarda ansioso, como o leão faminto à gazela esguia, o registro oficial da candidatura de Lula, para, com base na Lei da Ficha Limpa, e a partir de uma condenação (injusta) do ex-presidente, apenas homologar o que já é convicção do ministro. Trata-se de um "grande acordo nacional", entre castas elitistas, "com o Supremo, com tudo", para impedir que Lula seja sagrado pelo voto popular, fato que é real, dadas todas as pesquisas de intenções que são realizadas atualmente. E como já existe uma negociata nos bastidores do Poder Judiciário (STF, STJ, TSE, TRF-4), é tapetão eleitoral, para usar uma linguagem popular.

Fux já se rendeu ao mérito da "inelegibilidade" que ele chama de "chapada", ou evidente. E inaugura algo novo no mundo jurídico: o pré-decisum. Coisas que somente Lula é capaz de instigar no Judiciário como uma espécie de devir às avessas da civilização brasileira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

E o que isso tem a ver com o Ciro Gomes?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O candidato do PDT foi convidado para ser o Vice-presidente na chapa de Lula (PT). Ciro perde algo? Não largar nos primeiros dias como candidato oficial. E o que ganha?

Senão, vejamos. Na legislação eleitoral brasileira existe um período de interstício para a "troca" do candidato numa chapa, justificada à luz da norma, a substituição. Salvo melhor juízo, na eleição de 2018, o prazo final para a troca é dia 17 de setembro deste ano corrente. Ou seja: se vigorar as energias simbióticas do "pré-decisum" de Fux e seus juízes políticos de confraria, Lula realmente será obrigado (pela perseguição) a retirar o nome da disputa. E o PT deverá apresentar um candidato substituto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Também na forma da Lei, o PT não é obrigado a colocar automaticamente seu candidato a vice-presidente como o cabeça de chapa substituto. Mas vocês lembram da situação de Marina Silva na eleição passada? Ela era a candidata a vice-presidente de Eduardo Campos. Com o fatídico acidente, o PSB entendeu estratégico elevá-la à condição de candidata. Ciro Gomes, estando na chapa de Lula, sendo o mais pontuado – dos progressistas – nas pesquisas após Lula, por óbvio, seria o candidato – quase – natural.

E o bilhete premiado que me referi? Ora, PT e PDT por si sós já seriam uma potência. Contudo, PCdoB, ao ver esse justo movimento de unidade da esquerda pelo Brasil, recuaria da candidatura legítima de Manuela D'Ávila, e formaria esta frente estratégica. O PSB, partido do "Central" progressista, também entenderia estratégico emprestar seu prestígio (que é histórico e imenso) e seu tempo de Tevê para a vitória deste campo.

Ou seja: na pior das hipóteses, Lula sagra-se presidente, Ciro é o vice de um gigante chamado Brasil, e com protagonismo. Na melhor das hipóteses (para Ciro, claro!), ele sendo leal ao Lula, ganha a candidatura a partir de 17 de setembro e ainda assegura seu discurso no Parlatório do Palácio do Planalto, elevado ao cargo mais alto da República. Bingo! (Na verdade, não. Bingo é jogo de quermesse. O prêmio aqui é muito maior... e o é para todo o povo – que se verá livre da corja de canalhas que assumiu a Presidência da República e roubou, além de dinheiro, todos os direitos sociais da sociedade brasileira.)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email