Lula, entre imbecil e canalha

Este canalha não tem remédio. Não tem outro nome. Em primeiro lugar porque nunca fizemos qualquer ofensa aos nordestinos

Este canalha não tem remédio.  Não tem outro nome.  Em primeiro lugar porque nunca fizemos qualquer ofensa aos nordestinos
Este canalha não tem remédio. Não tem outro nome. Em primeiro lugar porque nunca fizemos qualquer ofensa aos nordestinos (Foto: Alberto Goldman)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A presidente-candidata Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula encerraram a campanha petista no Nordeste nesta terça-feira com um comício em tom raivoso no Centro Antigo do Recife, capital de Pernambuco. No auge dos ataques ao PSDB e a Aécio Neves, adversário de Dilma no segundo turno, Lula comparou os tucanos aos nazistas, responsáveis pelo Holocausto judeu na 2ª Guerra Mundial, e hostilizou Aécio.

“Se o Nordeste ouviu, leu ou viu as ofensas contra nós, o preconceito contra nós… De vez em quando, parece que estão agredindo a gente como os nazistas agrediam no tempo da 2ª Guerra Mundial. Eles são intolerantes. Outro dia eu dizia para eles, vocês são mais intolerantes que Herodes que mandou matar Jesus Cristo quando ele nasceu com medo de ele virar o homem que virou. E vocês querem acabar com o PT, com a nossa presidente, querem achincalhar ela, chamar ela de leviana. Só pode ser feito por um filhinho de papai.”

Lula emendou: “Onde ele estava quando essa moça com apenas 20 anos de idade estava colocando a sua vida em risco para lutar pela liberdade desse país?”.

Este canalha não tem remédio.  Não tem outro nome.  Em primeiro lugar porque nunca fizemos qualquer ofensa aos nordestinos.  O uso despudorado e distorcido de frases do Aécio ( no caso do FHC que em nenhum momento mostrou preconceito contra ninguém, muito menos contra os nordestinos ), ultrapassa qualquer limite do aceitável, seja em campanha eleitoral ou em qualquer manifestação.  Em segundo lugar porque se utiliza do assassinato de 6 milhões de judeus, inclusive todos meus antepassados, com exceção dos que imigraram ao Brasil, para fazer uma campanha de ódio, aterrorizado pela perspectiva da derrota.

Para completar essa canalhice pergunta onde Aécio estava quando Dilma, com 20 anos de idade, arriscava sua vida.  Na época, imbecil, Aécio tinha 10 anos de idade.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247