Martha Rocha: golpistas querem que esquerda abandone Benedita para apoiar policial

Empatada tecnicamente com Benedita, segundo pesquisa do Datafolha, a delegada já começa a receber apoio da Folha - um dos órgãos da imprensa golpista que procura “aconselhar” a esquerda

Martha Rocha e Benedita da Silva
Martha Rocha e Benedita da Silva (Foto: abr | agencia camara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Juca Simonard

A imprensa faz de tudo para diminuir a importância do PT em São Paulo, inflando a candidatura do outro principal candidato da esquerda, Guilherme Boulos (PSOL), para isolar Jilmar Tatto.

No Rio de Janeiro, a situação é parecida, mas agora a campanha de impulsionamento é em torno da candidata Martha Rocha, do PDT, para tirar votos de Benedita da Silva (PT) na segunda principal cidade do Brasil.

Desta forma, a grande pressão é para que, em nome do “voto útil”, os petistas abandonem a candidatura de Tatto para apoiar Boulos, em São Paulo, e abandonem Benedita para apoiar a delegada Martha Rocha, no Rio.

No Rio de Janeiro, porém, a manobra é mais complicada, pois, ao contrário de Boulos, Rocha não é de um partido ligado aos movimentos sociais, sendo ela mesma integrante da Polícia Civil e de um partido golpista.

Para a direita, a esquerda, então, deveria abandonar Benedita para apoiar uma pessoa diretamente ligada à repressão da população carioca - onde a polícia é uma das mais assassinas do País.

Empatada tecnicamente com Benedita, segundo pesquisa do Datafolha, a delegada já começa a receber apoio da Folha de S.Paulo - um dos órgãos da imprensa golpista que procura “aconselhar” a esquerda.

“'Delegada de esquerda', Martha Rocha ameaça polarização entre Paes e Crivella em eleição no Rio” é o título de uma matéria publicada no jornal paulista nesta sexta-feira, 23. No artigo, a Folha ressalta como Martha agrada tanto a esquerda, quanto a direita; como ela ainda é desconhecida e ainda pode crescer; e outros tipos de bajulação. A direita afirma que ela é a única capaz de vencer Eduardo Paes no segundo turno.

O PDT do Rio, porém, é um dos partidos que apoiaram a intervenção militar criminosa no estado, que aumentou significativamente a repressão contra o povo. Do ponto de vista nacional, o PDT caminha junto com Jair Bolsonaro na aprovação de reformas (Previdência, trabalhista, etc.) contra o povo; na privatização da água; etc. É o partido de Cid e Ciro “Lula está preso, babaca” Gomes. E assim por diante. Por que a esquerda deveria apoiar este partido?

A direita quer que o PT abra mão de suas candidaturas nas duas principais capitais do País, em eleições totalmente antidemocráticas (as primeiras que ocorrem com as leis da Reforma Eleitoral de 2017) realizadas para consolidar a direita golpista no poder dos municípios. Para ajudar na campanha, os golpistas, com a participação de setores da esquerda, fazem a propaganda de que o PT tem sede de poder” ou não quer deixar de lado o “hegemonismo”.

Por isso, reafirmo o que disse em coluna publicada neste portal:

Quem entende um pouco de política, sabe que as campanhas da imprensa golpistas são calculadas para servir seus interesses. Como disse em outra coluna, as eleições fraudadas deste ano têm como objetivo, para a direita, isolar completamente o PT - que provavelmente não irá ganhar nenhuma capital, tirando onde se lança como vice, como em Porto Alegre (partido é da chapa de Manuela d’Ávila, do PCdoB).

Naturalmente, o objetivo da direita é desmoralizar por completo o PT e apresentar o partido como um partido “falido”, “desmoralizado”, “ultrapassado” e outros sinônimos do tipo. Mas qual é o interesse disso? Não apenas fazer com que o PT não conquiste nenhuma capital. A jogada parece ser muito maior. Ao que parece, a manobra da direita serve para impedir que a esquerda se unifique em torno da candidatura de Lula em eleições presidenciais.

Isto é, parece ser uma manobra para impedir que a esquerda realize uma campanha em torno de Lula, que necessariamente será uma campanha contra o golpe e contra a frente ampla. Tanto é que a propaganda de que o PT - e a esquerda no geral - deveria pensar em uma “nova” liderança é bastante divulgada pela imprensa golpista. (Veja-se as colunas de Ascânio Seleme publicadas no jornal O Globo).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247