Os rádios amanheceram mudos

Boechat não foi santo nem demônio. Foi jornalista. Independentemente das opiniões ou preferências ideológicas, os amantes do jornalismo ficaram tristes. Os rádios amanheceram mudos. O jornalismo brasileiro perdeu um dos grandes

Os rádios amanheceram mudos
Os rádios amanheceram mudos

Boechat não foi santo nem demônio. Foi jornalista. Daqueles que vai atrás da notícia, sempre inquieto e bem informado. Bati palmas para algumas de suas falas com a mesma intensidade que fiquei furioso com outras.

Foi ao inferno quando saiu de O Globo acusado de vender notinhas na sua histórica coluna. Fez o que parecia impossível. Ressurgiu ainda maior ressuscitando o jornalismo da Band. Virou uma metralhadora giratória na BandNews. Era impossível entrar num táxi no Rio sem ouví-lo. Impresso, rádio e TV. Sua carreira foi completa.

Ninguém chega onde chegou sem talento e competência. Conquistou o sonho de todo jornalista. Liberdade absoluta para escrever ou dizer qualquer coisa. Ser elogiado ou criticado por ele era um fato. De tanto correr atrás dela acabou virando, ele próprio, em vida, a notícia.

Independentemente das opiniões ou preferências ideológicas, os amantes do jornalismo ficaram tristes. Os rádios amanheceram mudos. O jornalismo brasileiro perdeu um dos grandes. Muito conforto e Luz para Boechat e sua família.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247