Política não é jogo de futebol - A Guerra Híbrida Continuada no Brasil

Infelizmente, atualmente devido à polarização do país, os que não acompanham a política com uma análise crítica, os quais são a maioria, estão se comportando como verdadeiros “hooligans”. Isso está comprometendo profundamente o estado democrático de direito do Brasil

www.brasil247.com - Manifestação contra Bolsonaro em Brasília (24J)
Manifestação contra Bolsonaro em Brasília (24J) (Foto: Ricardo Stuckert)


Em jogo de futebol quando o nosso time ganha com um gol de mão, estouramos rojões e saímos com nossos amigos para beber chopes e celebrar a vitória. Mas política não é jogo de futebol, quando nosso time faz gol de mão compromete a vida de todos. Não é de forma alguma uma vitória a ser celebrada.

Infelizmente, atualmente devido à polarização do país, os que não acompanham a política com uma análise crítica, os quais são a maioria, estão se comportando como verdadeiros “hooligans”. Isso está comprometendo profundamente o estado democrático de direito do Brasil.

Quando foi que em outro momento histórico pudemos ver pais se desentendendo com filhos, casais se separando, irmãos e amigos brigando? E tudo isso devido à polarização política. Tudo nos faz crer que estamos em um processo de Guerra Híbrida Continuada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A primeira parte deste conflito foi inspirado nas técnicas de propaganda de Edward Bernays, onde foi feito um ataque massivo com "Fake News" e de processos judiciais infundados para desestabilizar e derrubar o governo da Presidente Dilma Rousseff. Um verdadeiro ataque “Blitzkrieg” propagando inverdades e “Lawfare”. Tudo a propósito orquestrado por um “Juiz Ladrão” (nas palavras do deputado Glauber Braga) e por seus “bandeirinhas igualmente criminosos” (nas minhas palavras) da “República de Curitiba”. Isso sem falar dos “donos do estádio” (EUA), que financiaram todo este espetáculo dos horrores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já a continuidade desta guerra parece que foi inspirada nos ensinamentos pregados pelo ex-secretário de estado estadunidense Henry Kissinger, o qual se baseava na estratégia “Dividir para conquistar”. E é assim que o país se encontra, totalmente dividido. Como dito anteriormente, até as famílias se dividiram em prol desta batalha ideológica. Chegamos ao ponto de termos que escolher em qual loja devemos ou não comprar, qual marca devemos ou não adquirir, qual jornal devemos ou não ler, qual restaurante devemos ou não ir, qual cerveja devemos ou não beber. Tudo isso devido a essa polarização. E tudo isso devido ao sucesso do citado “Dividir para conquistar.” Parece mesmo um processo de Guerra Híbrida Continuada. A pergunta é, quem está ganhando com isso? Pelo que temos visto não são os trabalhadores, pois a inflação está aí a olhos vistos e nossos bolsos estão sentindo diariamente esse baque. Infelizmente a fome também retornou ao Brasil com sua crueldade extrema. E enquanto isso vemos o número de novos bilionários aumentando no país e os bilionários já consolidados aumentando enormemente a sua riqueza.

É verdade que alguns já acordaram para a situação atual, mais uma boa parcela da população devido aquilo que se costuma chamar “Ego”, não o definido por Freud, mas o definido pelas religiões orientais, que seria tudo aquilo que te afasta de seu desenvolvimento como ser humano, esses continuam cegos, não dão o braço a torcer. Fizeram uma escolha nefasta nas urnas e continuam insistindo no erro. Não conseguem perceber que o preço dessa escolha irá afetar a todos, ou seja, a nós, a eles, aos seus filhos, aos seus netos, e por aí vai. Nesse jogo todos nós estamos perdendo de 7 a 1.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O momento é muito perigoso, como jamais havíamos visto após a redemocratização. Mais uma vez vemos que não existe almoço grátis. O preço desta conta está bem alto, é só olhar ao redor, sem olhos egoístas, para perceber a situação que nos encontramos. Dá a nítida impressão que o Brasil foi jogado em uma experiência social sinistra, onde o tecido social foi totalmente esgarçado. Talvez tenha até apodrecido. Uma experiência cruel, à lá Josef Mengele, onde os poucos sobreviventes ficarão com terríveis sequelas. Dá a impressão que somos verdadeiros ratinhos de laboratório sem saber exatamente o que fazer para sair desta experiência macabra.

E para piorar a situação ainda mais, estamos vivendo uma terrível pandemia que levou a óbito mais de 564 mil brasileiros, a qual contribui para polarizar ainda mais o país através do negacionismo e obscurantismo. Tudo usado com maestria neste processo de Guerra Híbrida Continuada para dividir o povo e assim aumentar a desestabilização do Brasil.

O pior de tudo é que os jogadores do outro time não se identificam como nossos adversários. Em verdade eles se dizem nossos inimigos. Somos um alvo a ser eliminado por eles. Este é mais um sintoma que mostra que estamos vivendo sim um processo de Guerra Híbrida Continuada. Nesse jogo não há “fair play”, pois devido à polarização política, o campo foi transformado em um campo de batalha. Um terrível campo de guerra. Vivemos infelizmente um verdadeiro “War Game”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Espero que no apito final desta partida, o time que representa a democracia saia vitorioso e que o processo civilizacional do país seja retomado, já que neste momento a civilidade e a humanidade foram deixadas de lado.

Aos que já acordaram para esta situação crítica que estamos vivendo, só resta não perder a sua capacidade de se indignar e assim participar de todas as manifestações necessárias para acabar com este terrível “desgoverno”.

Apesar de tudo o que está acontecendo, se o lado democrático vencer essa batalha, ainda restará uma esperança de voltarmos a ser uma nação. O que infelizmente deixamos de ser, devido a este momento insano que estamos vivenciando.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email