Ameaças de Bolsonaro de sair da OMS não fazem sentido, diz presidente da Fiocruz

"Não vejo nenhum sentido de o país sair da OMS. O Brasil, inclusive, propôs sua criação após a Segunda Guerra. Cooperação internacional é fundamental", disse a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima

Jair Bolsonaro coloca máscara durante entrevista coletiva sobre coronavírus no Palácio do Planalto
Jair Bolsonaro coloca máscara durante entrevista coletiva sobre coronavírus no Palácio do Planalto (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, afirmou que as ameaças feitas por Jair Bolsonaro, de que o Brasil pode deixar de integrar a Organização Mundial de Saúde (OMS), “não fazem sentido algum”. 

"Não vejo nenhum sentido de o país sair da OMS. O Brasil, inclusive, propôs sua criação após a Segunda Guerra. Cooperação internacional é fundamental", disse Nísia em entrevista à revista Época

“"Há fóruns para reorientar ações. Trabalhamos muito com outros países. A cooperação internacional faz parte da história da Fiocruz em seus 120 anos", destacou. 

A ameaça de Bolsonaro foi feita após Donald Trump dizer que os Estados Unidos não iriam mais fazer parre da OMS devido a sua atuação frente à pandemia do novo coronavírus. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email