Celso Amorim: “Brasil está sendo enterrado mundialmente por Bolsonaro”

"Nos meus quase 60 anos na diplomacia, nunca vi nada parecido, nem de longe, com o isolamento de Bolsonaro na reunião de Roma”, avaliou o ex-chanceler brasileiro

www.brasil247.com - Ex-ministro Celso Amorim
Ex-ministro Celso Amorim (Foto: Brasil 247)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ex-chanceler Celso Amorim demonstrou perplexidade  com a participação de Jair Bolsonaro na reunião de líderes do G20, encerrada neste domingo (31) em Roma.

“É triste ver as imagens do presidente Bolsonaro catatônico no G20. Nos meus quase 60 anos na diplomacia, nunca vi nada parecido, nem de longe, com o isolamento de Bolsonaro na reunião de Roma”, avaliou Amorim ao site Poder 360. “O Brasil perde de diferentes formas com isso. Está sendo enterrado mundialmente”, completou.

“O que mais me impressiona é o fato de as elites econômica e financeira do país acharem aceitável conviver com um presidente como Bolsonaro. Não tem empatia, ninguém quer falar com ele”, disse. “Na reunião de cúpula de Evian, Bush veio até Lula”, completou, referindo-se ao encontro do G8+5 de 2003.

PUBLICIDADE

O ex-chanceler disse também que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva embarca no dia 11 de novembro para encontro com autoridades da Espanha, França, Alemanha e União Europeia. Amorim disse que acompanhará Lula nas visitas a Madri, Paris e Bruxelas. “O objetivo será mostrar que existe outro Brasil”, disse.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email