Após assassinatos de indígenas no Maranhão, Moro autoriza uso da Força Nacional de Segurança

Ministro da Justiça, Sérgio Moro, autorizou nesta segunda-feira (9) o emprego da Força Nacional de Segurança na Terra Indígena Cana Brava Guajajara, no Maranhão, após uma emboscada que resultou em dois índios mortos e ferimentos em outros dois no último final de semana

(Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministro da Justiça, Sérgio Moro, autorizou nesta segunda-feira (9) o emprego da Força Nacional de Segurança na Terra Indígena Cana Brava Guajajara, no maranhão, onde dois índios foram mortos e outros dois ficaram feridos em uma emboscada neste final de semana. Os agentes deverão atuar por um período de 90 dias, iniciados a partir de amanhã,  na área de segurança pública da região junto com funcionários da Fundação Nacional do Índio (Funai). 

Neste domingo, segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, o secretário de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular em exercício no Maranhão, Jonata Galvão ressaltou que o governo federal só atua após a ocorrência de ataques contra a população.

"São só respostas reativas às barbaridades que têm acontecido. Queremos saber se o governo federal vai ficar reativo aos atentados ou se vai estruturar uma medida concreta e agir para combater esses crimes", afirmou. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247