Após chamar reajuste da Petrobrás de 'tapa na cara', Lira despreza projeto que cria fundo de estabilização de combustíveis

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), diz que a proposta "está totalmente ‘fora do radar’ ainda”

www.brasil247.com - Presidente da Câmara, Arthur Lira
Presidente da Câmara, Arthur Lira (Foto: REUTERS/Adriano Machado)


247 - O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), criticou o aumento nos preços dos combustíveis anunciados pela Petrobrás, mas afirmou que o projeto de lei que cria um fundo de estabilização de preços dos combustíveis está “fora do radar”.

O projeto que institui uma câmara de compensação para o valor do combustível foi aprovada pelo plenário do Senado e encaminhado para a avaliação da Câmara.

Lira classificou os aumentos nos preços como "insensibilidade" da Petrobras "com os brasileiros. "O aumento de hoje foi um tapa na cara de um país que luta para voltar a crescer", escreveu Lira, em seu Twitter. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No entanto, o presidente da Câmara diz que a proposta não é vista como prioritária pelos deputados federais. “O projeto está totalmente ‘fora do radar’ ainda”, disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, reagiu: “Quebra a expectativa, mas não quebra acordo [feito com a Câmara].”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email