Após críticas sobre ausência na crise do coronavírus, Moro diz que Gilmar atua como "comentarista político"

Após ser taxado de "ausente" no enfrentamento ao novo coronavírus pelo minsitro do STF Gilmar Mendes, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, subiu o tom e disse que o magistrado atua como “comentarista político”.

Sérgio Moro e Gilmar Mendes
Sérgio Moro e Gilmar Mendes (Foto: ABr | STF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Justiça, Sérgio Moro, subiu o tom ao rebater as críticas feitas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, que disse que a pasta chefiada pelo ministro era uma “ilustre ausente” no combate à pandemia do novo coronavírus. Para Moro, Gilmar vem atuando como “comentarista político”. 

“Até entendo que há pessoas que não se preocupem com a soltura de criminosos, mas é trabalho do Ministério da Justiça e Segurança Pública cuidar da segurança das pessoas e evitar o aumento da violência e da criminalidade. Mas o cidadão não deve se preocupar, estamos trabalhando nessa questão e em várias outras ao mesmo tempo. Não pretendo, porém, atuar como comentarista político como outros se sentem, estranhamente, à vontade”, disse Moro.

Nesta quarta-feira, Gilmar afirmou estar “sentindo a ausência do Ministério da Justiça nesse debate (sobre o enfrentamento à pandemia). Temos controversas jurídicas, complexas, entre união, estados e municípios, conflitos que existem e são qualificados, e eu não tenho visto o Ministério da Justiça participar desse debate

"No máximo eu tenho ouvido um muxoxo ou outro, comentário ou outro, sobre liberação de presos. Acho que o Ministério da Justiça, pela sua tradição, precisa se fazer presente nesse debate. Há questões jurídicas muito complexas", completou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email